Você estava sorrindo para o espelho quando reparou que os seus dentes estavam trincados. Estranho, como isso pode ter acontecido já que você não sofreu nenhum tipo de acidente ou trauma na boca? Ter dentes trincados ou com uma leve rachadura no meio é mais comum do que se imagina. Esse problema pode acontecer com os hábitos mais corriqueiros do seu dia. Se você não quer que isso se repita com o seu sorriso, convidamos a dentista Rhianna Barreto para explicar os cenários que podem causar o trincamento.

Por que os dentes ficam trincados?

Uma das principais causas de um dente trincado é o bruxismo e o apertamento dentário que ocorre ao longo do dia. Porém, essas trincas também podem acontecer em casos mais simples e corriqueiros, como mastigar gelo, por exemplo. A dentista explica que pacientes com restaurações antigas ou com hábitos parafuncionais também possuem essa leve rachadura.

Rhianna diz que essas fendas se formam ao longo do tempo pelo trauma do apertamento, ranger dos dentes ou quando a pessoa tem mania de morder certos objetos duros, como canetas e lápis. “Geralmente, essas rachaduras não causam dor, mas podem levar a uma fratura total do dente, ocasionando desconforto, perda do dente e, em alguns casos, a sensibilidade dentária”, explica.

Síndrome do dente rachado

Existe também uma doença chamada de Síndrome do Dente Rachado. Ela é caracterizada por uma rachadura ou trinca no esmalte, só que, diferente de uma fratura causada pelo bruxismo ou por um mau hábito, é acompanhada de dor severa, aguda e quase insuportável, principalmente quando o paciente mastiga algum alimento. Muitas vezes, o problema não apresenta outro sintoma, dificultando bastante no diagnóstico. “Nem sempre é possível identificar clinicamente, de maneira clara e inequívoca, a rachadura e, radiograficamente, as estruturas dentais se encontram dentro dos padrões de normalidade”, relata. Por ser um caso mais complexo, é importante procurar um dentista para saber a causa e tratar o quanto antes.

Como consertar esse dente?

A especialista conta que um trincamento simples, que não reflete em nenhum desconforto, deve ser apenas acompanhado pelo dentista regularmente. Mas caso essa fratura cause danos estéticos, dores, sensibilidade ou uma rachadura maior, deve ser tratada através da reabilitação dentária. “Esse tratamento pode envolver desde uma simples restauração até o procedimento de canal ou colocação de coroa, dependendo da gravidade”, indica.

Mesmo que sua trinca não esteja causando incômodos agora, procure um profissional para averiguar o caso. Lembre-se que essa pequena fenda pode atingir apenas o esmalte dentário ou se estender para a dentina. A partir daí, o problema alcança a polpa e corre o risco de chegar na raiz do dente. O mais importante é identificar o cenário e tratar para que não volte a se repetir ou evitar complicações maiores no sorriso.