Ele sempre foi conhecido por ser um bom e velho amigo do sorriso. Presente na água que bebemos e em diversos produtos de higiene bucal que usamos, o flúor tem papel fundamental na manutenção de uma boca saudável. Mas e se o assunto for sensibilidade, será que esse elemento também pode ser um herói na prevenção e combate aos dentes sensíveis? O especialista Max tem a resposta.

Sim, o flúor é um aliado para o fim da dor

A sensação incômoda ao comer doces e alimentos gelados tem explicação - e também um porquê. Segundo o dentista, ela geralmente é provocada pela retração na gengiva ou perda do esmalte dos dentes, e acontece quando o tecido dentinário é exposto ao meio bucal. O flúor, por sua vez, atua combatendo diretamente essa exposição e, assim, fechando as portas abertas pelo problema.

Mas como a substância pode ajudar?

“A dentina é o tecido que fica logo abaixo do esmalte e que apresenta um grande número de canais chamados túbulos. O flúor, na cavidade oral, atua ativamente no fechamento dos túbulos dentinários expostos, aliviando o desconforto”, explica Max. Investir no tratamento com o uso desse elemento é, portanto, a melhor maneira de fortalecer os dentes sensíveis.

O tratamento no consultório

O flúor, na verdade, pode ser aplicado de várias formas, mas, segundo o dentista, sempre com a recomendação e a supervisão de um especialista. “A nível profissional, ele é aplicado em consultório de maneira tópica e direto sobre a superfície dos dentes. Ainda assim, pode haver uma complementação feita em casa”, avalia.

Inserindo o flúor na rotina

Ele está presente em vários alimentos, cremes dentais e enxaguantes bucais, logo, encontrá-lo pode ser mais simples do que parece. No dia a dia, o flúor pode ser aplicado pela escovação diária e também com o uso de soluções para bochecho. Porém, nada de escolher os produtos por conta própria. Antes de tomar qualquer decisão, lembre-se: tudo deve ser recomendado pelo seu dentista.