A restauração dentária é um dos tratamentos mais procurados nos consultórios dentários. Esse procedimento serve para eliminar uma cárie ou corrigir um dente quebrado, por exemplo. Por outro lado, além dessa técnica, também existe o curativo dentário, que também pode ser usado em ambas situações. Mas, qual é a diferença entre os dois? Em quais casos o curativo é mais indicado? O Sorrisologia entrevistou a dentista Leticia Mascaro que esclareceu as dúvidas sobre o assunto.

Para que serve um curativo dentário? Do que ele é feito?

De acordo com a profissional, o curativo funciona como uma solução provisória: "Algo paliativo que, depois de alguns dias, é necessário fazer a restauração", explicou. Ele é uma espécie de selante dentário feito à base de óxido de zinco e eugenol.

Em quais casos o curativo é mais indicado?

A dor de dente é o principal motivo para o uso do curativo dentário, já que esse incômodo é causado, na maioria das vezes, em decorrência de uma cárie. "Por isso é necessário colocar um curativo depois de remover a cárie dentária. Assim, ele pode fazer o canal ou a restauração do dente, posteriormente", esclareceu. Pode acontecer também da restauração do dente cair e o dentista não conseguir realizar o procedimento logo de imediato. "Quando isso acontece, colocamos um curativo como restauração temporária, para o dente não ficar exposto a bactérias", revelou.

O curativo no dente é a mesma coisa que uma restauração dentária?

A dentista revela que não é a mesma coisa. "O curativo pode ajudar no início de um tratamento, já a restauração seria a próxima etapa desse procedimento. O curativo só poder ser usados por um curto período e acaba não sendo estético por sua coloração esbranquiçada. Já a restauração dentária é realizada com uma resina na cor do dente, que preserva a estética e devolve a função mastigatória", especificou.

E a restauração para que ela é indicada?

A restauração de resina é indicada para reconstruir um dente cariado ou que sofreu alguma perda de estrutura. "Resumindo, ela é realizada quando algum dente foi afetado por uma cárie ou fratura. Com a restauração de resina conseguimos devolver ao dente sua forma e função", contou a profissional.

Quanto tempo dura cada um dos dois?

O tempo de duração de ambos vai depender dos cuidados do paciente e da estrutura dentária. "O ideal é que o paciente fique o mínimo possível com o curativo no dente. Quando colocamos o curativo o paciente sente alívio dos sintomas, acha que o problema está resolvido e não nos procuram mais, retornam apenas quando o dente começa a doer novamente", atentou Leticia. É importante procurar um dentista o mais rápido possível para tratar o problema de uma vez só antes que seja tarde demais e a infecção volte.

Quais cuidados devemos ter após esse tratamento?

Não existem muitos critérios quanto aos cuidados depois do tratamento de restauração ou da colocação do curativo dentário. Leticia conta que as recomendações são: "Evitar mastigar em cima do dente principalmente nas primeiras 24 horas e manter a higienização normal após as refeições", concluiu.

Esse artigo teve a participação de:

Leticia Mascaro
CRO-SP: 101506
Graduada em Odontologia pela Universidade Camilo Castelo Branco, cursando a graduação de Odontopediatria na Apcd de Santo André