O herpes labial é um vírus de alto contágio em que a transmissão da doença acontece através do contato direto. No entanto, há pacientes que possuem o vírus e nunca o manifestaram. O herpes labial não possui cura e por isso, é importante seguir os cuidados para prevenir o surgimento dessas pequenas bolhas. Para ajudar nessa tarefa, o dermatologista Caio Lamunier apontou as principais recomendação no pré e pós aparecimento do herpes labial.

Conheça os sintomas do herpes labial

A queda de imunidade é o principal precursor para o aparecimento do vírus. Isto porque o herpes labial se mantém latente no corpo e quando o sistema imunológico é abalado, a doença se manifesta. Alguns fatores que contribuem para isso são: exposição solar, estresse emocional, agressões à pele, desnutrição e outras infecções. E então, é importante ficar atento aos sinais do início do ciclo do vírus. “Os principais sintomas são dor, ardência ou coceira na região próxima dos lábios”, explica o médico.

Seguido a isso, o paciente irá perceber a pele vermelha e podem já aparecer as pequenas vesículas, que são características do herpes labial. A pele acaba ficando ferida quando essas bolhas estouram, liberando o vírus. Dessa forma, o profissional destaca que a última etapa consiste na formação de crostas e cicatrização.

Quais são os principais cuidados pré e pós manifestação do vírus?

De acordo com o Dr. Caio, o maior cuidado é evitar situações de queda da imunidade. “E deve-se fazer a prevenção antes que alguns procedimentos”, completa ele. Isto vale para procedimentos como peelings faciais, lasers ou outras técnicas dermatológicas. “Nesses casos, toma-se uma medição oral para evitar o aparecimento do herpes labial”, indica o médico.

Entretanto, quando acontece a erupção das pequenas bolhas, demarcando o início do ciclo do vírus, o recomendado é iniciar o tratamento precoce. “Ou seja, acelerar ao máximo o tempo de recuperação para evitar sintomas e transmissão do vírus”, orienta o dermatologista.

Como é o tratamento do herpes labial?

Assim como destacado acima, uma tentativa eficaz de driblar a manifestação do vírus é cuidar da imunidade. A dica é tomar os cuidados ideais com o seu corpo, como manter uma alimentação saudável, evitar situações estressantes e se precaver em locais expostos ao sol. Além disso, fique atento a hidratação dos lábios e da pele ao redor. Os alimentos ricos em lisina também podem ajudar no controle do vírus, como por exemplo as carnes vermelhas. No caso de as bolhas já estarem aparecendo, é importante não compartilhar objetos com outros indivíduos, evitando o contato direto. E para ajudar no término da crise, após uma consulta ao médico, é possível a indicação de medicamentos específicos. Vale lembrar que após a manifestação do herpes labial, é recomendado que o paciente troque sua escova de dentes.