A escova de dente elétrica pode ser uma boa escolha para quem prefere uma opção mais prática. Com ela não é necessário se preocupar o tempo ideal de escovação, já que possui uma opção de temporizador. Além disso, os movimentos já são feitos, em parte, por ela. Já em outros casos, esse tipo de escova é a única opção para que a pessoa possa realizar a escovação sozinha sem trazer prejuízos para a sua saúde bucal. Seja qual for a sua motivação para usá-la, existem alguns cuidados com esse item que são essenciais para mantê-la em bom estado e realizar uma boa higiene. Saiba quais são com explicação da dentista Beatriz Bussab!

Quais são os benefícios da escova elétrica para a saúde bucal?

A escova elétrica tem basicamente a mesma função que a tradicional: cuidar da higiene da nossa boca. A diferença é que ela tem seus próprios movimentos, não deixando essa tarefa toda para a parte manual. Isso faz com que ela seja indicada para pessoas de diferentes idades. “A escova elétrica auxilia na escovação com movimentos vibratórios e rotatórios, por isso pode ser utilizada por qualquer faixa etária, principalmente crianças, idosos, e pessoas com dificuldades motoras”, explica a profissional. O uso desse tipo de escova proporciona, portanto, uma escovação mais completa para aqueles que por diferentes razões tenham dificuldade em realizar uma boa higienização. “Ela contribui para uma limpeza profunda e gengiva e dentes saudáveis”, completa ela.

Saiba quais são os cuidados importantes que você deve ter com a sua escova elétrica

Para usar esse item da melhor forma e evitar qualquer possível problema é preciso ter alguns cuidados. Segundo Beatriz, os cuidados com a escova elétrica são simples e bem similares com a escova manual. Após a escovação, é necessário enxaguar bem as cerdas para remover todo o creme dental que sobra, guardá-la em posição vertical para secar bem e não fazer muita pressão durante a higiene, se não as cerdas vão estragar mais rapidamente. “Além disso, é importante trocar o refil do cabeçote da escova a cada 3 meses”, ressalta a dentista.

Essas ações são fundamentais tanto para uma boa higiene bucal quanto para a manutenção da escova, e devem ser tomados tanto com a elétrica quanto com a manual. “Caso o paciente deixe de ter os cuidados essenciais, a higienização será prejudicada”, alerta ela. Uma higiene feita incorretamente pode provocar o surgimento de quadros que acometem os dentes e as gengivas, como a cárie e as inflamações gengivais por exemplo.

É importante pedir ajuda ao dentista para usar a escova elétrica corretamente

Em caso de alguma dúvida, perguntar ao dentista como usar a escova elétrica e se ela é a melhor opção para o seu caso é uma boa escolha. Isso vale não só para esse tipo de escova de dente, mas para qualquer questão que envolva a higiene e saúde do sorriso. “O paciente deve sempre procurar o dentista para que o profissional ajude a escolher a melhor escova, creme dental, e fio dental para uma boa saúde bucal”, afirma.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Beatriz Bussab - Cirurgiã-dentista
Osasco - SP
CRO-SP 125369