Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
19.05.2020

Coronavírus X saúde bucal: 10 hábitos que podem ajudar a mantê-lo longe da doença, em casa e no consultório (com infográfico)

Saiba como a sua saúde bucal pode se relacionar com o COVID-19
Saiba como a sua saúde bucal pode se relacionar com o COVID-19

Expert

Beatriz Venturi

Beatriz Venturi

CRO-RJ: 25916

Bacharelado em Odontologia. UFRJ Especialização em Estomatologia. UFRJ Mestrado em Patologia Bucodental. UFF Fellow of International Association of Oral Pathology Sócia da Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva

Para driblar o coronavírus, é importante seguir todos os cuidados da quarentena à risca. Além de ficar em casa e respeitar o isolamento social, também é fundamental manter os bons hábitos de higiene para ficar longe da doença que é transmitida pela saliva e outras gotículas respiratórias. O Sorrisologia entrevistou a especialista Beatriz Venturini que indicou os melhores cuidados para praticar em casa e no consultório que ajudam a prevenir a COVID-19.

Como o coronavírus é transmitido? Ele pode ser transmitido pela boca?

De acordo com a dentista, o novo coronavírus é transmitido por gotículas respiratórias durante a fala, tosse e espirro, que infectam as mucosas da boca, nariz e olhos de alguém próximo. Alguns estudos demonstram que em um só espirro o vírus pode atingir até três metros de distância, através da saliva.

“Quando alguém infectado toca sua boca, olhos ou nariz, passa através de sua mão para outros indivíduos, bem como quando toca em objetos e superfícies, que posteriormente podem ser tocadas por outros”, alertou a especialista. Ela também ressalta que o vírus pode permanecer ativo por até três dias em algumas superfícies. Por isso devemos sempre lavar as mãos, utilizar o álcool gel e limpar superfícies com álcool 70 ou água sanitária.

Previna o coronavírus com hábitos de higiene bucal

Tudo indica que a mucosa da cavidade oral pode ser uma via de alto risco potencial para a infecção do COVID-19. “Isso quer dizer que se pudermos reduzir a quantidade de vírus na boca, talvez possamos também reduzir a alta taxa de infecção”, esclareceu Beatriz. Sendo assim, a profissional indica alguns cuidados para evitar a transmissão do coronavírus:

- Capriche na escovação e na limpeza da sua língua, área onde devemos ter a maior quantidade de vírus;
- Escove dentes e língua com sua pasta de preferência, três vezes ao dia.

Lembre-se que a higiene bucal é um cuidado básico, mas importantíssimo nessa pandemia, assim como a lavagem das mãos.

Saiba como prevenir o coronavírus em casa

- Praticar uma higiene bucal completa todos os dias após às refeições;
- Lavar as mãos com grande frequência, principalmente após ter contato com uma pessoa ou objeto;
- Evitar colocar as mãos em contato com a boca, nariz e olhos;
- Usar álcool 70 gel ou líquido;
- Colocar para lavar toda roupa assim que voltar da rua e tomar um banho;
- Os objetos que chegam da rua também devem ser higienizados;

Além dos cuidados de higiene básicos com as mãos e a boca, podemos adicionar um enxaguatório bucal. Outra medida que Beatriz indica é fazer um bochecho com uma mistura de água oxigenada e água mineral. “É só diluir 1 parte da água oxigenada 10 volumes em duas partes iguais de água, bochechar e gargarejar por 30 segundos a 1 minuto, duas vezes ao dia. Depois cospe tudo”, recomendou a dentista.

E no consultório dentário, quais medidas o dentista precisa adotar?

Beatriz revela que todos os dentista devem adotar todas as medidas de biossegurança nos consultórios dentários. Entre eles estão:

- O uso de equipamento de proteção individual descartável sobre os jalecos;
- Uso de face shield (máscara plástica de acrílico);
- Realizar a descontaminação criteriosa de todo consultório dentário entre um paciente e outro.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Beatriz Venturi - Estomatologista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 25916

Mais Matérias: Saúde Bucal
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
Saúde Bucal
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
A restauração de dente é um dos procedimentos mais conhecidos entre os pacientes. Responsável por devolver a integridade do elemento dentário, ela é recomendada em casos de uma cárie profunda, fratura ou outra doença bucal. No entanto, assim como qualquer outra técnica odontológica,...
Quanto tempo depois de ter COVID-19 posso ir ao dentista?
Saúde Bucal
Quanto tempo depois de ter COVID-19 posso ir ao dentista?
Com a pandemia de covid-19 e o isolamento da quarentena, muitos hábitos tiveram que ser remanejados na rotina...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
A cor das ligas de aparelho fazem diferença no tratamento ortodôntico?
Saúde Bucal
A cor das ligas de aparelho fazem diferença no tratamento ortodôntico?
Quando o assunto é tratamento ortodôntico , existem algumas ferramentas que são fundamentais...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Estresse pode causar bruxismo?
Saúde Bucal
Estresse pode causar bruxismo?
O bruxismo é uma doença involuntária que se caracteriza pelo ato de ranger ou apertar os...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Como saber se sua restauração dentária está alta ou baixa demais?
Saúde Bucal
Como saber se sua restauração dentária está alta ou baixa demais?
A restauração no dente é um dos procedimentos mais realizados nos consultórios odontológicos. Capaz de restabelecer a forma e função do elemento dentário, o tratamento é bastante indicado em casos de cáries, traumas e fraturas. Mas, assim como qualquer outra técnica, a...
Fio dental com mau cheiro após o uso: o que pode estar causando esse problema?
Saúde Bucal
Fio dental com mau cheiro após o uso: o que pode estar causando esse problema?
Você notou um odor ruim no fio dental depois de utilizá-lo? É importante ligar o sinal de alerta! Embora seja uma situação comum devido a produção de placa bacteriana na cavidade oral, o mau cheiro pode indicar que algo não vai bem com a sua higiene bucal - o que a longo prazo pode desencadear uma...