Você já tomou sorvete e sentiu uma dor forte no dente? Ou já passou pela situação de notar a gengiva sangrando enquanto fazia sua higiene bucal? Esses e outros sinais são fortes indicadores de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. Para não chegar a problemas mais sérios, agende uma consulta com o dentista para uma revisão. Muitas vezes a solução está na higiene bucal correta e em outros casos pode ser necessário um tratamento mais aprofundado. Conheça a causa dos principais indicadores!

Dor de dente

A dor de dente é aquela surpresa desagradável que pode surgir em qualquer momento do dia. Sua origem, porém, pode ter várias causas como sensibilidade, cárie, bruxismo, entre outras. A mais comum é causada por uma inflamação na polpa dentária, ou seja, no interior do dente, onde ficam os nervos e vasos sanguíneos. De acordo com o odontologista Max de Aguiar Ferreira, a pulpite dentária, como é chamada a inflamação, normalmente é causada por uma cárie em estágio avançado.

Gengiva sangrando

Sua gengiva sangrou durante a escovação? Então chegou a hora de fazer uma visita ao dentista. O sangramento muitas vezes pode estar relacionado com a força aplicada ao escovar os dentes ou com o uso incorreto do fio dental. Porém, também há grandes chances de ser uma inflamação na gengiva conhecida como gengivite. A doença geralmente surge devido ao acúmulo de placa bacteriana e tem como sintomas além do sangramento, o inchaço e a vermelhidão da gengiva. Por sorte, o problema quando ainda está no estágio inicial é fácil de ser tratado com limpezas regulares no consultório odontológico.

Mau hálito

O mau hálito pode ser um inimigo na vida de muita gente. Mas, além disso, ele pode ser um sinal de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. Segundo o profissional, a causa para o problema pode estar na boca ou em situações externas: “Má alimentação, alterações no fluxo da saliva (xerostomia), má higiene bucal e até mesmo pelo estresse”, explica o profissional. A solução para a halitose reúne uma série de fatores: higiene bucal correta, mudanças na alimentação e, em casos mais profundos, pode ser necessário um tratamento com medicamentos. Converse com seu dentista para descobrir a origem do seu problema e encontrar a melhor solução.

Consulte seu dentista

Seja qual for o sintoma, a melhor saída é buscar ajuda com seu dentista de confiança para diagnosticar o problemas e, então, definirem o tratamento mais adequado. Também é importante manter os cuidados bucais em casa com as ferramentas certas, como escova de cerdas macias, creme dental e fio dental. Para fechar a limpeza e deixar seu hálito ainda mais refrescante, invista em um enxaguante bucal de acordo com as recomendações do seu dentista.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Max de Aguiar Ferreira - Odontologista
Armação de Búzios - RJ
CRO-RJ :27553