A mastigação é um processo tão natural que não costumamos pensar muito sobre ela ou como o realizamos, a não ser que estejamos sentindo dor. No entanto, mastigar corretamente é essencial para manter a saúde e beleza do sorriso em dia. Saber se você está mastigando corretamente ou não pode ser uma tarefa complicada, por isso as visitas de rotina ao dentista são tão importantes. A dentista Katyuscia Lurentt falou com o Sorrisologia sobre esse assunto e explicou como a mastigação deve ser feita!

A profissional orienta como deve ser feita a mastigação

Segundo a profissional, os movimentos mandibulares são tridimensionais. “Em uma visão frontal, a mandíbula desce para o lado que está sem o alimento atingindo 2 cm de abertura e, em seguida, cruza a linha média para o lado que contém o alimento”, explica ela. Depois disso, a mandíbula é elevada novamente, fechando a boca até atingir a posição cêntrica para mastigação. Em um primeiro momento, os movimentos mandibulares são apenas de abertura e fechamento, no sentido vertical. “Depois de certo nível de trituração do alimento, os movimentos mandibulares ocorrem de forma rotatória”, afirma.

Como saber se estou mastigando corretamente?

Toda essa teoria pode parecer complicada, mas é um processo natural. Quando esse hábito não é feito da forma correta, nós mesmos nem percebemos. “Nesse caso, cabe o dentista orientá-lo a realizar a mastigação correta”, explica Katyuscia. Isso quando a pessoa possui todos os elementos dentários e uma boa saúde bucal. “No caso do paciente ter a falta de um ou mais dentes, prejudicando sua mastigação correta, cabe ao dentista a indicação de um tratamento para correção, como o uso de próteses fixas ou removíveis”, diz ela. Com isso, o paciente estará pronto e reabilitado para uma mastigação correta.

Também é importante ficarmos ligados aos hábitos do dia a dia, não deixando a correria e o estresse prejudicarem a saúde bucal. “Tenha atenção também a pedaços muito grandes de alimentos, desconforto ou necessidade de líquido para engolir”, diz ela. Além disso, sentir dor durante a mastigação na região da ATM ou bochecha, ou ouvir estalos e ruídos podem ser indicadores de problemas.

Entenda a importância da mastigação para a saúde bucal

“A mastigação correta beneficia a harmonia e musculatura da boca, a saúde dos dentes e o bom funcionamento do sistema digestivo”, afirma ela. Ela previne também alterações na arcada dentária, além do distúrbio de ATM. Portanto, é essencial para a manutenção de uma boa saúde bucal.

Os riscos de uma mastigação incorreta

Uma mastigação feita da forma adequada é fundamental para evitar diversos problemas bucais, até mesmo como o mau hálito. “A mastigação unilateral pode levar à sobrecarga no dente ou em um grupo dentário, além do osso e músculo da face, ocasionando dores musculares e esqueléticas na região, e em casos mais graves, perda do elemento dentário”, responde a dentista.

Quando um dente é perdido, a pessoa acaba usando apenas o lado da arcada que possui mais dentes, e isso acaba forçando ainda mais a musculatura desse lado, trazendo prejuízos. Além disso, a dificuldade de mastigar pode fazer com que a pessoa pare de comer certos alimentos e, com isso, prejudicar a nutrição. “Por exemplo, algumas pessoas deixam de comer carne, e podem ter anemia pela falta de ferro”, cita ela.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Katyuscia Lurentt - Especializada em malformações da face e cirurgia ortognática e pós-graduada em cirurgia bucomaxilar
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 31787