A sensibilidade dentária é um problema que pode causar muitos prejuízos à qualidade vida de quem sofre com ela. Desconforto ao consumir comidas e bebidas muito quentes ou muito frias, e até mesmo ao respirar pela boca em ambiente muito frio são consequências desse quadro. Após o tratamento de clareamento dental, algumas pessoas se queixam de ter desenvolvido esse sintoma, o que pode acontecer devido à abertura dos poros do esmalte dentário durante o procedimento. Por isso, quem já tem dentes sensíveis deve ter alguns cuidados ao buscar um sorriso mais branco para evitar que o sintoma se agrave. O odontologista Paulo Gomes explica como isso pode ser feito!

Quais fatores influenciam o aparecimento da sensibilidade?

Um pequeno incômodo ao consumir bebidas e comidas muito quentes ou frias é o primeiro sinal da sensibilidade. As causas para esse desconforto podem ser várias, e envolvem doenças bucais ou hábitos ruins. “Uso de creme dental muito abrasivo, bruxismo e gengivite são alguns deles”, cita o profissional. Por mais que muitas vezes a preguiça possa fazer com que se tenha vontade de deixar esse problema de lado, é importante procurar o dentista e relatá-lo. Mesmo que possa parecer pequeno, esse sintoma pode ser um sinal de alguma doença, ou até mesmo acabar contribuindo para o desenvolvimento de uma.

O clareamento dental pode causar sensibilidade?

Um medo que costuma incomodar aqueles que desejam realizar o clareamento dental é a possibilidade de ter sensibilidade após o procedimento. Será que isso sempre acontece? “Varia de cada paciente”, afirma Paulo. A boa notícia é que existem alguns cuidados que podem ser tomados para diminuir as chances de que esse problema aconteça.

Já tenho dentes sensíveis. Como realizar o clareamento sem agravar o quadro?

Caso você tenha sensibilidade dental, é importante consultar e informar seu dentista para que ele possa procurar descobrir as possíveis causas. O mesmo vale quando se deseja realizar um clareamento dental. Se estiver tudo bem com a sua saúde bucal e ele autorizar o procedimento, é possível realizá-lo tomando alguns cuidados para que o quadro de sensibilidade não se agrave.

“Fazer uso prévio a sessão de agentes dessensibilizantes, flúor e nitrato de potássio, o uso de gel com concentração mínima e a escolha de uma determinada duração de exposição do dente ao gel”, são alguns cuidados citados por ele. A exposição dos dentes ao gel deverá ser a mínima possível nesses casos. Além disso, existem cremes dentais específicos para dentes sensíveis que podem ser recomendados pelo dentista para serem usados após o tratamento, e que podem ajudar a se prevenir contra esse sintoma.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Paulo Sérgio Gomes - Cirurgião plástico Periodontal, Periimplantar e preenchimentos Peri e intra – orais
São Paulo - SP
CRO-SP: 102187