Cuidar dos dentes de leite da criança deve ser uma das prioridades de mães e pais. Mesmo sendo dentes que vão inevitavelmente cair, eles não estão livres de contrair doenças e problemas bucais, como a cárie dentária, por isso merecem o mesmo cuidado quanto à higienização e alimentação como os dentes permanentes. Perguntamos à odontopediatra Simone Bastos como a escovação deve ser feita e o que fazer para aliviar as dores que o nascimento dos primeiros dentes causam nos bebês. Ela também trouxe cuidados para evitar o contágio de doenças transmitidas pela saliva. Confira!

Como é a escovação dos dentes de leite?

Assim que os dentes dos pequenos tenham aparecido por completo, os responsáveis já podem começar a escovação nos dentes de leite. “O ideal é que seja realizada com a escova de cerdas macias e cabeça pequena, usando uma quantidade mínima (um grãozinho de arroz) de pasta de dentes fluoretada contendo flúor acima de 1000 ppm”, explica a especialista.

É importante ficar ligado às indicações no rótulo da escova, sempre verificando a idade apropriada para ela. Um outro detalhe é o uso das pastas fluoretadas. Segundo a odontopediatra, quantidades menores de flúor do que a indicada não são o suficiente para combater problemas bucais. “Bebês também podem ter cárie dentária e gengivite e, quando isso acontece, frequentemente estão associadas à má higiene oral”, completa ela.

Como aliviar as dores dos primeiros dentes dos bebês?

É normal que os pequenos sintam dores e chorem com uma certa frequência, pois são incômodos comuns quando os primeiros dentinhos estão aparecendo. Para garantir o alívio dos bebês, os pais podem recorrer a alguns cuidados, como massagear a região bucal. “Massagear a gengiva com ajuda de uma gaze ou dedeira e, até mesmo, utilizar compressas de gaze com chá de camomila gelado no local onde está nascendo o dentinho”, indica a profissional. Uma outra opção é a utilização de mordedores para bebês. São ótimas ferramentas para aliviar o incômodo e elas podem vir em diferentes formatos, trazendo mais distração e divertimento para o pequeno. O mais indicado, nesse caso, é oferecer ao bebê os modelos gelados, com água dentro.

Tenha cuidado com beijos e brinquedos!

Não é apenas cárie e gengivite os problemas bucais dos quais os bebês correm riscos. Eles também não estão imunes a doenças transmitidas pela saliva, como candidíase, herpes e outras infecções. Isso pode acontecer sempre que os pais não se atentem a alguns cuidados essenciais. Por isso, a profissional separou em uma lista todos os detalhes para esse momento, garantindo que o pequeno esteja livre de qualquer problema:

- Não beijar a boca do bebê;

- Sempre limpar os brinquedos em que eles colocam a boca, incluindo mordedores;

- Não compartilhar utensílios, como talheres e escovas de dente;

- Esterilizar chupetas e mamadeiras.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Simone Rocha de Moraes Bastos - Odontopediatra
Cabo Frio - RJ
CRO-RJ: 40813