Se você está em busca de um clareamento dental, com certeza já viu ou leu sobre o método feito em casa com bicarbonato de sódio. Mas essa forma é extremamente proibida pelos dentistas por trazer altos danos à saúde bucal. Por isso, o indicado é sempre consultar os especialistas para deixar seu sorriso mais branco e brilhante! Segundo a profissional de dentística Kalina Diniz, o clareamento seguro não é difícil de ser feito. Na verdade, existem diversas opções que não trazem prejuízo algum à saúde e ainda te deixam com um sorriso de tirar o fôlego. Pedimos para a profissional explicar os métodos mais conhecido e qual, para ela, é a melhor forma de clarear o sorriso.

As formas de clareamento dental não recomendadas pelos dentistas

Muitos costumam achar que “natural” é necessariamente algo bom, mas isso não se aplica aos clareamentos dentais. Segundo a profissional, o clareamento natural, aquele feito em casa, pode ser muito prejudicial à saúde bucal do paciente. O mais comentado na internet, aquele em que se usa bicarbonato de sódio, vinagre e água, é um dos que mais causa danos aos dentes. “Pode trazer sérias consequências como desgaste dentário, devido à alta abrasividade, como também causarem sensibilidade dentinária”, explica ela. Acontece que esses métodos realmente clareiam os dentes, mas, para isso, eles desgastam o esmalte dentário, a primeira proteção dentária. Assim, o elemento fica com uma maior exposição da dentina provocando várias complicações.

Clareamento dental seguro

Se você está atrás de um sorriso ainda mais bonito e branco, sempre recorra aos métodos recomendados pelos profissionais. Os especialistas sempre terão a preocupação de realizar o clareamento sem danificar a sua estrutura dental. Pensando nisso, pedimos à dentista para citar os principais métodos seguros de clarear os dentes. Veja a seguir:

Clareamento a laser: provavelmente o mais conhecido, é realizado pelo dentista no consultório odontológico. Nesse método, o profissional usa um produto clareador de alta concentração ativado com a luz do laser. “Os resultados são instantâneos, pois os dentes ficam claros na primeira sessão, mas podem ser necessárias de 1 a 3 sessões para chegar ao resultado desejado”, comenta.

Clareamento caseiro: para realizar esse método, o paciente deve antes receber as orientações de um dentista. Ele pode ser feito com fitas de clareamento, que tem uma baixa eficácia, ou com o gel clareador. “Nesse caso, é acompanhado com moldeiras de silicone confeccionadas pelo dentista para usar algumas horas de dia ou à noite, por 2 semanas”, completa ela.

Clareamentos naturais com creme: segundo a profissional de dentística, a única forma de clarear os dentes naturalmente é por meio de cremes dentais com substâncias específicas para isso. Vale consultar um profissional para saber as diferentes opções de pastas.

Aplicação de facetas de porcelana ou resina: as facetas são finas camadas que revestem o dente. Elas são indicadas quando não se obtém a coloração desejada, usando os outros métodos. “Além de melhorar a cor, melhora a aparência do dente e encobre as imperfeições, conferindo ótimos resultados e de forma precisa”, ressalta.

A melhor forma de clarear os dentes é no consultório!

Independente do método escolhido, a melhor forma de realizar o clareamento dental é sempre aquele feito sob a orientação de um profissional da área. Consultá-lo é importante porque ele vai poder analisar sua saúde bucal e qual tratamento melhor se encaixa, sem causar qualquer dano. Além disso, depois do clareamento, o paciente deve ter alguns cuidados a mais, seguindo as orientações desse mesmo profissional. “O paciente deve evitar certos alimentos pigmentados, como café, vinho, chá e chocolate, evitar o cigarro e medicamentos na suplementação do flúor por causarem manchas brancas”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Kalina Diniz - Dentística e Odontologia Estética
São Paulo - SP
CRO-SP: 110560