Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
11.02.2016

Com que frequência devo ir ao dentista? Profissional explica a importância das consultas e quando realizá-las

Expert

Thais Polastri

Thais Polastri

CRO-RJ: 40595

Especialista em Prótese Dentária pela USS. Especialista em Saúde da Família pela UnaSUS/ UERJ.

Visitar o dentista é uma tarefa que precisa estar sempre em nosso calendário. Além de ser uma boa oportunidade para rever alguns hábitos higiênicos e alimentares é o melhor momento para prevenir e identificar precocemente aquelas doenças que insistem em tomar conta dos dentes. Mas a questão é, com que frequência devo realizar essa visita? Para tirar essa dúvida o Sorrisologia junto com a dentista Thais Polastri vão explicar a melhor data para agendar sua consulta.

O ideal é que essa visita seja feita regularmente

Se o assunto é o bem-estar do nosso corpo precisamos estar sempre em dia com os cuidados e visitar o médico de forma regular para fazer revisões. O mesmo acontece com a nossa saúde bucal. Thais afirma que a frequência das consultas vai depender apenas da necessidade de cada paciente. "Um intervalo máximo de seis meses é o recomendado, porém pode ser indicado 4/4 meses para pacientes com doença periodontal crônica e crianças em controle de atividade de cárie, por exemplo”.

O que é feito nessas consultas?

Com as ferramentas certas o dentista irá investigar todo universo bucal do paciente. “O cirurgião-dentista irá proceder à inspeção clínica da integridade dos dentes e saúde gengival, bem como a busca por lesões suspeitas em região de mucosa, língua e assoalho de boca”. Para aqueles que já são acompanhados com mais frequência o procedimento é mais objetivo. "É necessário que se faça apenas a profilaxia profissional, para remoção de manchas extrínsecas do esmalte, e raspagem periodontal, caso seja necessária a eliminação de cálculos supra/ subgengivais”.

Prevenir doenças e indicar bons hábitos é um dos objetivos 

Sabemos que a prevenção de doenças é a função primordial de todo check-up, mas o dentista também está lá para tirar dúvidas dos pacientes e atualizá-los sobre os hábitos higiênicos e alimentares. “Instruções de dieta e higiene serão indicadas conforme a necessidade específica de cada paciente. Podemos ainda identificar a necessidade de tratamento ortodôntico ou estético”.

O tratamento continua em casa

Tirando as crianças que precisam do apoio dos responsáveis para realizarem os cuidados pessoais, o paciente após uma certa idade precisa ser independente com relação a sua saúde bucal. Isso quer dizer que o dentista ensina o passo a passo da higiene e a pessoa precisa seguí-los para que nenhuma doença se instale em seu sorriso. “Normalmente são passos simples: Após a refeição ou ingestão de líquidos doces e ácidos (incluindo xaropes, no caso das crianças) deve-se escovar os dentes e fazer uso correto do fio dental”.

A escova perfeita para o seu sorriso

"Existem escovas de formatos variados para cada caso que facilitam o controle de placa bacteriana”, conclui a cirurgiã-dentista. Uma ferramenta que auxilia muito é a escova elétrica. Com cabeça arredondada e cerdas macias que fazem diversos movimentos por segundo, ela pode deixar todo o trabalho da escovação ainda mais fácil e manter seus dentes limpos em apenas dois minutos. Não tem mistério algum. Seguindo todas essas recomendações você terá dias sempre sorridentes. Está esperando o que para marcar sua próxima consulta com seu dentista?

Mais Matérias: Saúde Bucal
Enxaguante bucal pode substituir a escovação dos dentes?
Saúde Bucal
Enxaguante bucal pode substituir a escovação dos dentes?
A higiene bucal é um autocuidado que não pode ser substituído por nada! Através desse...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
7 novas tecnologias na ortodontia que fazem diferença no tratamento ortodôntico
Saúde Bucal
7 novas tecnologias na ortodontia que fazem diferença no tratamento ortodôntico
Você sabia que a ortodontia caminha junto com a tecnologia? O tratamento ortodôntico por si só...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Afta na boca: qual é o melhor tratamento? Como prevenir essas lesões?
Saúde Bucal
Afta na boca: qual é o melhor tratamento? Como prevenir essas lesões?
Dentre os problemas bucais mais comuns, a afta é certamente um dos mais incômodos. Além de...
com a participação de:
Sandra Regina de Oliveira Torres
CRO-SP:113237
Profilaxia dental: por que fazer? 6 problemas bucais que o procedimento é capaz de prevenir
Saúde Bucal
Profilaxia dental: por que fazer? 6 problemas bucais que o procedimento é capaz de...
Ir ao dentista tem uma porção de vantagens. Desde tratar uma incômoda dor de dente , até...
com a participação de:
Sandra Regina de Oliveira Torres
CRO-SP:113237
Tratamento para mau hálito: qual é o melhor remédio? Como evitar? A higiene bucal é suficiente? Conheça 5 causas desse odor
Saúde Bucal
Tratamento para mau hálito: qual é o melhor remédio? Como evitar? A higiene bucal é suficiente?...
Não dá para negar: o mau hálito é um verdadeiro incômodo. Embora ainda seja considerado um tabu por alguns pacientes, o quadro - que também é conhecido como halitose - é mais comum do que se imagina e pode ter diferentes causas. A boa notícia é que existem alguns cuidados, que...
Harmonização facial pode ser feita por um dentista?
Saúde Bucal
Harmonização facial pode ser feita por um dentista?
Em uma visita ao dentista, você consegue tratar e prevenir doenças bucais, como a cárie , fazer...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601