Com o passar dos anos, é normal que os dentes fiquem um pouco mais escuros. Quando mesmo com todos os cuidados de higiene bucal os dentes já não voltam a mesma cor de antes, o clareamento dental é uma boa opção de tratamento para deixar seu sorriso perfeito de novo e a autoestima lá em cima. Ele pode ser feito no consultório ou em casa, com o uso de moldeiras, mas deve ser sempre supervisionado por um profissional dentista. Você sabia que existe ainda um terceiro tipo, que se chama clareamento dental interno? O dentista Dennys Baetas nos ajudou a entender o que é esse tratamento e em quais casos ele é recomendado!

O que é o clareamento dental interno?

O clareamento dental é o tratamento que serve para devolver a cor do seu sorriso, deixando os dentes mais brancos. Existe uma variação desse tipo de tratamento que pouca gente conhece, que é o tratamento dental interno. “É um tipo específico de clareamento realizado em dentes que já passaram pelo tratamento endodôntico, ou seja, de canal”, esclarece o profissional.

Apesar de ter a mesma finalidade, ele funciona de forma diferente do clareamento tradicional, que acontece a partir da superfície dentária. “Nesse caso, a porção interna da coroa dentária passa por um processo de limpeza e preparo para receber o agente clareador, que vai permanecer no interior do dente pelo período estabelecido pelo profissional”, explica Dennys.

Qual é a vantagem do clareamento dental interno?

Mas afinal, qual é a utilidade desse tratamento, e por que ele pode ser vantajoso? Segundo o dentista, ele consegue ser bastante eficiente nos casos nos quais apenas um elemento dentário destoa dos demais. Isso pode acontecer devido a um trauma ou mesmo por conta de um tratamento endodôntico, que pode acabar provocando o escurecimento do elemento dentário. “Muitas vezes esse tratamento pode ser necessário como complemento ao clareamento convencional”, afirma.

Saiba quando esse tipo de clareamento dental é indicado

Esse tipo de clareamento dental costuma ser indicado, portanto, para melhorar a estética do sorriso em casos nos quais o clareamento tradicional não conseguiu igualar a tonalidade de um dente em detrimento dos outros, e o elemento em questão já passou pelo tratamento de canal. Não existe nenhuma restrição de idade específica para realizá-lo. “Se o paciente já tiver idade suficiente para ser submetido ao tratamento endodôntico, estando o ápice dentário formado, então já pode estar indicado esse tratamento”, diz ele.