O clareamento dental é capaz de deixar os seus dentes com aquele aspecto branquinho que muitos sonham. Na prática, o procedimento é realizado através da aplicação de um gel na superfície do esmalte dos dentes, de forma que esse gel penetra até a dentina - camada intermediária do dente - e consegue remover todas as manchinhas existentes no local, de acordo com o especialista em implantodontia e dentística restauradora Alexandre César.

São pelo menos três alternativas para aderir à essa técnica: no consultório com o dentista, em casa com moldeiras ou até mesmo uma combinação desses dois meios. Embora o clareamento esteja em alta, algumas pessoas ainda resistem ao desejo por medo, e uma das questões que têm sido levantadas é se o procedimento é capaz de enfraquecer os dentes. Será que isso é verdade ou não passa de um mito? Confira o que o dentista tem a dizer sobre isso!

Clareamento dental enfraquece os dentes?

Se esse é um dos motivos para que você não queira se submeter ao processo, pode ficar tranquilo. Segundo o profissional, o clareamento não é capaz de enfraquecer os dentes. O que acontece é que, dependendo da concentração do produto, alguns podem alterar a superfície do esmalte dentário em um nível microscópico, mas isso não quer dizer que o dente ficará mais fraco. “Dependendo da origem do gel que é usado, a qualidade do clareamento pode ser alterada”, conta Alexandre. No entanto, apesar dessa alteração, o fato é que em nenhum momento o elemento ficará enfraquecido por conta do procedimento.

Qual a diferença entre dentes enfraquecidos e dentes sensíveis?

É muito comum que as pessoas acreditem que dentes fracos e sensíveis são a mesma coisa, mas isso não é verdade. Após o clareamento, pode sim acontecer uma sensibilidade nos dentes, uma vez que o gel que é utilizado no processo entra em contato com uma região perto da gengiva onde a dentina fica exposta. No entanto, ele esclarece: “O fato de ter sensibilidade com frio ou calor no dente, não significa que o dente está enfraquecido, e sim que ele ainda tem vitalidade, resposta a estímulos provocados”.

Para evitar que isso aconteça, o dentista responsável deve recomendar um gel com concentração ideal para o paciente. Se ainda assim o quadro persistir, Alexandre orienta que uma opção possível também é a aplicação do gel em dias alternados e não consecutivos, ou até mesmo a aplicação de outros géis para estabilizar a sensibilidade, como o flúor neutro.

Principais cuidados ao clarear os dentes

Vai se render ao clareamento dental? Então é importante saber cuidar muito bem do seu sorriso durante e após o procedimento! Segundo o profissional, uma das principais maneiras de conseguir um bom resultado é evitando alimentos que possam manchar o seu dente. “Durante o tratamento, os dentes ficam mais susceptíveis a manchas, pois existe um gel limpando toda a região entre esmalte e dentina, que é removido e reaplicado todo dia, criando espaço livre para ser ocupado por manchas”, alerta. Portanto, dar um tempo de certos alimentos com muito corante como vinhos, café, sodas e molho shoyu é uma medida necessária. Fora isso, os cuidados com a sua higiene bucal devem ser mantidos, realizando a limpeza completa após as principais refeições e principalmente antes de dormir, com direito a todas as ferramentas importantes para isso: escova de dentes, creme dental, fio dental e enxaguante bucal!

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexandre César - Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora
São Paulo, SP
CRO-SP: 52261