A tecnologia avança cada vez mais em favor de procedimentos estéticos. O que não faltam são opções para corpo, cabelo e pele. Com a Odontologia não é diferente. Sempre existe alguém incomodado com algum defeito estrutural ou na forma dos seus dentes. Para muitos desses casos a solução pode estar na lente de contato dental, um procedimento estético de excelentes resultados, mas que exige planejamento. O professor e Mestre em Dentística Restauradora, Lúcio Monteiro, abordou mais sobre o tema na palestra “Lentes de contato – Mais do que moda, é ciência”, pela 34º edição do Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP).

Para bons resultados é preciso planejamento

“A primeira pergunta que o paciente faz em consultório é: ‘quanto tempo vai durar?’. É aí que o profissional precisa ter segurança de que o trabalho será efetivo e duradouro”, comenta o profissional. Mas como obter essa segurança? Lúcio destacou que é necessário investir em planejamento. “Por mais experientes que somos, precisamos planejar, esse é o segredo do sucesso”. O planejamento em tratamento odontológico, portanto, permite a execução dos trabalhos com mais previsibilidade e, consequentemente, mais sucesso.

Cumprindo todas as etapas

É muito comum o paciente ficar ansioso e querer que o trabalho seja feito num único dia, mas não é bem assim. Por se tratar de um procedimento que envolve, entre outras coisas, trabalho laboratorial, as lentes de contato serão aplicadas efetivamente após algumas etapas. Não adianta apenas planejar, também é preciso seguir todas as fases desse planejamento.

Através de um conjunto de regras o profissional apresenta o planejamento ao seu paciente, o mais próximo do real. “Um protocolo se faz mais que necessário. Hoje em dia, por exemplo, é impossível trabalhar sem fotografia. Através de uma foto já muda a abordagem com seu paciente e auxilia na comunicação com a equipe técnica e laboratorial”, explica.

Mock-up = ensaio restaurador

Com o planejamento também é possível realizar um Mock-up. Também chamado de ensaio restaurador, a técnica permite ao paciente a segurança de pré-visualizar o resultado final do tratamento antes mesmo de iniciá-lo. “Para o profissional, dá a confiança do paciente com relação à proposta de tratamento restaurador estético”. Este trabalho ajuda a personalizar o tratamento e identificar as indicações, contraindicações, vantagens, desvantagens e técnicas possíveis. Converse com seu dentista e não hesite em tirar todas as dúvidas durante o planejamento do seu tratamento estético. Assim, aumentam as chances de um resultado positivo e você terá mais motivos para sorrir.

- Lúcio Monteiro é Mestre em Dentística Restauradora, Professor do Curso de Especialização em Dentística e membro da Associação Brasileira Odontologia de Goiás (ABO Goiás).