Você já deve ter visto notícias sobre atletas que precisaram se afastar de alguma competição por semanas ou até meses, por conta de algum acidente ou lesão sofrida. Muitos até se preocupam, dependendo do esporte praticado, com o uso de caneleira, luvas ou capacete. Mas e a proteção bucal? Um item valioso, porém, ainda muito esquecido. Pensando nisso aliado ao ritmo Olímpico, o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP), realizou, em sua 34ª edição, uma palestra sobre "O papel dos protetores bucais na integridade física dos atletas” com o professor e dentista Reinaldo Brito e Dias. O Sorrisologia conversou com esse expert e vai contar tudo para você.

A Odontologia em favor da performance dos atletas

O momento não poderia ser mais oportuno para colocar esse tema em discussão. Em um ano voltado para as modalidades mais variadas do esporte, o dentista também garante seu lugar no pódio ao lado dos atletas. Agora, considerada uma especialidade, a Odontologia do Esporte tem o papel de investigar, prevenir, tratar e reabilitar a saúde bucal do esportista, com o objetivo de melhorar o seu rendimento e prevenir as temidas lesões bucais. "Precisamos visar a condição de saúde do atleta para que ele esteja em seu potencial durante as Olimpíadas. Essa especialidade veio para complementar todo este preparo na saúde bucal".

O uso do protetor bucal precisa ser relevante

Para o atleta sofrer algum tipo de lesão grave na boca basta estar sem o protetor bucal. Apesar de ter um papel fundamental no meio esportivo, o trabalho realizado pelos profissionais no sentido de convencer o competidor a usar essa proteção ainda é muito sutil. "Os atletas precisam estar cientes do risco real que estão assumindo ao deixar de proteger os dentes”, alerta. Tudo isso conta não apenas para as modalidades de maior contato físico, como artes maciais e rugby, mas, também, para as tradicionais. “Até mesmo esportes de quadra, como basquete, em que um eventual choque pode resultar numa avulsão dentária e pôr tudo a perder, exigindo o afastamento do atleta para tratamento e recuperação”.

Uma oportunidade anual para os futuros dentistas

A todo o momento as profissões estão se inovando e, com isso, o profissional necessita atualizar seus conhecimentos para ficar em dia. Com a Odontologia não é diferente. Para quem está começando a carreira, o Congresso tem um grande papel de responsabilidade envolvido com o estudante. Reinaldo garante que é uma excelente oportunidade para os jovens e deixa uma dica. "Iniciar a atividade profissional com esse espírito e criar o hábito anual de comparecer ao Congresso para atualizar seus conhecimentos faz toda a diferença".

Tudo isso no maior Congresso de Odontologia da América Latina

O CIOSP é o maior congresso de Odontologia da América Latina. Ele traz a oportunidade para que milhões de pessoas entrem em contato com novas ideais, tecnologias e áreas do meio odontológico. "Além de trocar interesses com milhares de dentistas e se atualizar, também contamos com o reencontro e encontro de amigos da profissão que não podemos ver por conta da distância", conclui o professor