A prevenção é o melhor remédio. Essa conduta pode evitar um monte de doenças e complicações relacionadas ao nosso corpo, incluindo o universo bucal. Uma simples forma de praticá-la é realizando o check-up odontológico preventivo. E nada melhor que usar o início do ano para isso dentro dos planejamentos que você já costuma fazer nessa época. Essa consulta ajuda a manter sua boca sempre saudável. Venha saber mais sobre a importância desse planejamento com as explicações do dentista Marcos de Borba.

Começar o ano com a saúde bucal em dia

Quem não gostaria de iniciar o ano novo com um sorriso bonito e saudável? Ainda mais após todas aquelas guloseimas festivas. Com o check-up odontológico é possível. O profissional explica que esta consulta precisa ser feita regularmente, cerca de 6 em 6 meses. "Esta indicação é feita a fim de detectar doenças em fase inicial como cárie ou infecções gengivais, possibilitando um tratamento menos agressivo", comenta ele.

Em alguns casos específicos, a consulta pode ser anual

Há casos em que a consulta pode ser anual, isso vai depender da situação de cada pessoa. "Pacientes que possuem inúmeras restaurações, histórico lesões de cáries ou doenças da gengiva são considerados de riscos. Para esses está indicado a revisão semestral. Já para aqueles que praticamente não possuem restaurações e têm gengivas saudáveis, além de não fumarem, as revisões podem ser mais espaçadas, 1 vez por ano", orienta o ortodontista.

É um procedimento bem simples

Marcos garante que o procedimento é muito simples e evasivo. "O check-up pode ser feito pelo seu dentista tanto com instrumentos convencionais como sonda e espelho, ou com o uso de câmera digital intraoral que aumenta em até 70x a imagem", explica. O profissional conta que com esta tecnologia, o paciente pode acompanhar o que está sendo feito na sua boca durante a inspeção e possibilita uma maior visibilidade de cáries em fases bem iniciais ou falhas em restaurações antigas.

É possível prevenir até mesmo o câncer de boca

Através do check-up podemos detectar a presença de doenças bucais em seus primeiros estágios. "Tártaros, inflamações gengivais, defeitos ou infiltrações em restaurações antigas e até mesmo lesões de tecidos moles em língua e bochecha, como o próprio câncer de boca". Assim, o tratamento fica mais simples para sua saúde.

Aplicação de flúor e instruções de higiene bucal 

Para que esse check-up tenha bons resultados é importante seguir as recomendações que seu dentista faz. Marcos diz que indica aos seus pacientes uma aplicação de flúor preventivo nos dentes e revê os métodos de higiene bucal. "Se necessário, são dadas instruções de uso adequado da escova e fio dental. Pois, somente como uma higiene adequada o paciente terá plena saúde. Esta é a maior prevenção", conclui.

Enxaguante bucal reforça o flúor

Diferente do que muitos pensam, o enxaguante bucal não serve para arder na boca. Muito pelo contrário, o verdadeiro enxaguante não arde e cuida do seu sorriso, proporcionando refrescância e limpeza total. Escolha produtos sem álcool e que contenham o flúor, assim, ele não só limpa como protege dos germes causadores de placa, mau hálito e gengivite.