Não tem nada mais chato do que uma ferida ou machucado bucal. Além da dor, o problema logo afeta sua fala e mastigação, principalmente quando você ingere algo muito salgado ou ácido. Esse incômodo tem nome bem específico: afta. Impressionante como algo tão pequeno pode incomodar tanto!

Caracterizadas por lesões arredondadas, com tonalidade amarelada ou vermelha, as desagradáveis aftas podem surgir na mucosa bucal, gengivas e língua, sendo isolada ou múltipla. O aparecimento dessas feridinhas possui inúmeras razões, por isso é importante ficar atento, caso não suma naturalmente dentro de quinze dias, um profissional precisa ser procurado.

Por que a afta aparece?

Normalmente, essas chatinhas não aparecem do nada. Segundo o dentista Pedro Garcia Fernandes Neto, elas nascem porque alguma coisa não vai bem com sua saúde geral. “Um dos motivos mais comuns é a úlcera bucal, que costuma surgir em pessoas com baixa imunidade, seja ela portadora de alguma doença específica, por trauma ou que utiliza medicamentos fortes”. Às vezes, uma escovação feita com muita força pode causar o machucado e, consequentemente, o surgimento da afta. Confira outras possíveis causas.

- Quem tem diabetes e não controla a doença de forma correta, a saliva costuma apresentar grande quantidade de açúcar e acaba encorajando o crescimento de fungos.

- A imunidade também fica baixa para o paciente com câncer, principalmente por conta do tratamento realizado com radioterapia e quimioterapia.

- Portadores do vírus HIV também sofrem com o baixo sistema imunológico e são mais propensos ao surgimento de aftas, além de serem um dos primeiros sintomas do vírus.

"Estresse emocional, deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico na dieta, mudanças hormonais, fumo, boca seca e alergias a alimentos também são indicativos para o surgimento do problema”, completou o dentista Pedro.

Principais sintomas

Qualquer pessoa pode desenvolver aftas, desde bebês até idosos. Os sintomas são os mesmos para qualquer faixa etária. “No começo você talvez nem note a afta. Mas, em alguns casos, os sintomas podem aparecer de repente e persistir por um longo tempo”, contou o profissional. Veja os principais:

- Dor.

- Ardência.

- Leve sangramento na região da afta.

- Vermelhidão.

- Ressecamento da região lateral da boca.

- Perda do paladar.

Já os sintomas mais incomuns e que precisam de mais atenção são: febre e indisposição.“Em casos mais graves, as lesões podem se espalhar pelo esôfago, causando dificuldade para engolir e a sensação de comida presa na garganta”, alerta o profissional. Melhor não chegar a este ponto, né?

Como acabar com as aftas?

“É possível amenizar a dor e o desconforto com bochechos à base de anti-inflamatórios, corticoides e bicarbonato de sódio”, indica Pedro. Mas, antes mesmo de aparecer uma afta, existem algumas medidas preventivas que te ajudam a não passar por este problema.

- Manter uma higiene bucal saudável.

- Consumir iogurtes que contenham lactobacilos vivos.

- Tratar eventuais infecções.

- Consultar seu dentista regularmente.

- Manter uma alimentação equilibrada.

- Evitar o consumo exagerado de açúcar.