Quem acompanha o Sorrisologia já sabe que certos tipos de comidas podem contribuir para o mau hálito. Cebola, alho e alimentos embutidos são alguns dos que compõem essa lista. Mas você sabia que a falta de determinados tipos de alimentos também pode provocar esse problema? Algumas dietas que prometem emagrecimento podem ter como consequência o desenvolvimento de um hálito desagradável. Será que vale a pena passar por essa situação? O dentista Max Ferreira Jr explica melhor esse assunto!

A dieta da proteína é uma das possíveis causas para o hálito desagradável

Segundo Max, a dieta da proteína é a mais comumente relatada como causadora desse quadro. “O mau hálito acontece nessa dieta devido a presença dos corpos cetônicos”, explica ele. Esses corpos são produto da degradação dos ácidos graxos presentes nas proteínas. “Devido a baixa ingestão de carboidratos nessa dieta, as proteínas passam a ter um papel mais relevante na geração de energia”, esclarece. A glicose, por sua vez, é preservada como reserva já que também passa a ser encontrada em baixa quantidade. Portanto, caso você esteja pensando nesse tipo de regime, precisa levar esse aspecto em consideração!

Muito tempo em jejum também pode provocar esse problema

Além desse tipo de dieta, existe outra situação que também pode ser inimiga de quem busca um hálito refrescante. O que pode causar esse problema é passar muito tempo em jejum. Isso provoca a queda da glicemia e leva o organismo a queimar os ácidos graxos como forma de obter energia. “Essa queima gera os corpos cetônicos que necessitam ser expelidos pelo organismo e isso acontece através do hálito”, esclarece ele. Nesse caso, surge então o relato de “hálito cetônico”, o que não é muito agradável.

Certos alimentos também podem provocar esse quadro?

Já vimos então que a busca pelo emagrecimento, dependendo de como for realizada, pode levar ao aparecimento do mau hálito. Além disso, existe outra ligação entre alimentação e esse problema. “Alguns alimentos causam comprovadamente o mau hálito como cebola, alho, alimentos gordurosos, alimentos condimentados”, lista Max.

Veja algumas dicas de como evitar o mau hálito

Para quem quer passar longe desse problema e de todas as situações que decorrem dele, o profissional listou algumas dicas. “Devemos buscar realizar uma dieta balanceada e que contemple, na medida do possível, todos os grupos alimentares”, recomenda ele. Além disso, ingestão constante de água, uma boa higiene bucal, com escovação após as refeições, uso do fio dental e enxaguante bucal, aliada a uma boa orientação profissional são fatores essenciais para o combate ao mau hálito.