Notou algum nódulo ou caroço na língua no seu último autoexame bucal e está preocupado com o câncer de boca? Sim, esse problema pode ser bem sério, mas é importante não se preocupar com os piores casos possíveis. A mestre em patologia bucal Liana França explicou ao Sorrisologia que existem muitos fatores que podem provocar o aparecimento de caroços ou nódulos na língua, mas que poucas vezes o diagnóstico é realmente de câncer. Para entender em quais situações o câncer de boca está presente, aproveitamos para tirar as dúvidas mais comuns com a estomatologista.

Nem sempre um caroço na língua é sinal de câncer de boca

A especialista deixa bem claro que o caroço na língua pode ser causado por diversos fatores, muito além do câncer de boca. Segundo ela, os nódulos na região podem aparecer por conta de alguma lesão traumática ou de origem nervosa. Ela também comenta que muitas pessoas acham que há algo de diferente na língua, quando a situação é completamente natural. “Muitas vezes as papilas que formam o V lingual são confundidas com nódulos malignos. Além disso, pode acontecer uma migração de tecido tireoideano para a língua, ocasionando uma lesão nodular na sua porção posterior”, explica. Esse último quadro é o de tireoide lingual, que precisa de um acompanhamento profissional.

Mas, afinal, caroço na língua pode ser câncer de boca?

Sim. Apesar dos diversos fatores que podem provocar esse sintoma, o câncer de boca pode dar sinal por meio de caroços na língua. Nesse caso, o diagnóstico mais provável do profissional seria o de câncer na língua. Para esse problema bucal, também é comum que o paciente sinta dormência no local, bem como um certo inchaço na região. Um outro sinal dessa complicação é a presença de nódulos no pescoço, por conta do aumento dos gânglios linfáticos. Mas, é importante lembrar que apenas um profissional pode avaliar se o caso pode ser diagnosticado ou não como câncer.

Úlceras e lesões brancas são alguns dos sintomas do câncer de boca

Antes de ter a certeza da presença da doença é importante procurar por outros sintomas. “Afinal, existem diversas lesões que podem se apresentar como nódulos na língua, como por exemplo as causadas por trauma”, comenta a profissional. O câncer na região oral é marcado por feridas que não conseguem se cicatrizar. Muitos pacientes a confundem com aftas que, com o tempo, somem. “Na língua podem aparecer úlceras, lesões brancas e vermelhas ou nódulos que, na maioria dos casos, são lesões indolores ou pouco dolorosas”, define. Também é comum que o paciente tenha uma dificuldade em engolir e falar. Se você notar mais de um desses sintomas, está na hora de procurar um especialista.

Como é o tratamento do câncer de boca?

Quando o paciente vai para o consultório, a única forma de o especialista ter a confirmação da patologia é por meio de exames. “O diagnóstico final é feito através do exame histopatológico, mas indícios clínicos levarão o profissional para a realização da biópsia ou não”, comenta. Se depois de todas essas avaliações, o diagnóstico for positivo para o câncer, o tratamento deve ser feito o quanto antes. Estudos apontam que quanto mais cedo o problema bucal for tratado, maiores são as chances de sucesso. “O câncer de boca é tratado normalmente com cirurgia e, se necessário, sessões de radioterapia”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Liana França Araújo - Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal
Niterói - RJ
CRO-RJ: 19174