Você sente dor com frequência nos dentes ou sensibilidade? Pode ser cárie. Apesar de nossos dentes serem por natureza uma estrutura resistente, eles precisam se manter saudáveis para que não seja acometido por doenças cariosas. Este quadro acontece quando os restos de alguns alimentos entram em contato com as bactérias presentes em nossa boca, produzindo resíduos ácidos que acarretam nas cavidades que observamos nos dentes, podendo chegar, inclusive, em um problema mais grave, como a cárie profunda. Você sabe quais são os riscos desse quadro ou qual o melhor tratamento para as cáries mais profundas? O Sorrisologia entrevistou a dentista Heloísa Crisóstomo, especialista em prótese e implantes, e ela esclareceu tudo sobre esse assunto!

Entenda o que é a cárie profunda

Para entender o que é a cárie profunda, primeiro é necessário entender o que é a cárie em seus estágios iniciais. Segundo Heloísa, a cárie se inicia na superfície do dente, chamado de esmalte dental. Com a evolução do processo carioso, ela alcança alguns tecidos mais profundos, como a dentina, podendo atingir a região central do dente, chamado de polpa dental. Quando essa polpa é contaminada pela cárie, é necessário fazer o tratamento desse local, o tão conhecido ‘tratamento de canal’. “Esse processo carioso normalmente ocorre lentamente. Logo, pacientes que fazem consultas regulares ao dentista, têm uma menor chance de ficarem com cáries profundas”, explica. Além de causar dor no dente afetado, a cárie quando não tratada pode levar à perda dentária. Não deixe chegar nesse estágio e busque tratamento o quanto antes!

O melhor tratamento para a cárie profunda

Heloísa explica que para as cáries que ainda não atingiram o canal radicular (o nervo do dente), o tratamento é a restauração em resina composta, ou cerâmicas totais ou parciais. No entanto, se a cárie já tiver atingido o nervo do dente, o tratamento é a remoção de todo o tecido cariado, e a realização do tratamento de canal. “A extração do dente contaminado é indicada somente quando a cárie profunda destrói as paredes radiculares do dente, como por exemplo, quando o dente tem duas raízes e a cárie acomete o meio de união delas”.

Saiba como prevenir as cáries e garantir um sorriso saudável

Tenha em mente que balas, refrigerantes, chocolates ou até mesmo o açúcar refinado do café precisa ser evitado. Claro que não é preciso cortar de uma vez por todas, mas determine os dias em que irá comer, evitando os excessos. Todos esses alimentos causam algum tipo de dano nos dentes, como o surgimento da placa bacteriana, um dos sintomas da cárie. No entanto, não basta apenas largar os doces. Seu sorriso precisa de cuidados, e isso inclui, principalmente, uma eficiente higiene bucal. Capriche na escovação e a complemente com um bochecho com enxaguante. Optar por um creme dental antiaçúcar é uma boa opção, já que ele neutraliza o efeito nocivo do açúcar. 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Heloísa Crisóstomo - Odontologista com aperfeiçoamento em prótese e prótese sobre implante

CRO: DF-CD-8149