Só de ver uma bala ou um docinho bem gostoso seu pequeno sente aquela necessidade enorme de saborear? Ele não deixa de comer essas guloseimas nem por um dia? Acredite, seu filho não é o único. Mas é importante ficar atento aos riscos que o açúcar pode causar ao sorriso da criança. Tudo começa com um grande acúmulo de placa bacteriana, gerado pela má escovação e a ingestão demasiada de doces, depois uma vilã bem desagradável trata de morar no dente do seu filho, a cárie. Que tal acompanhar as dicas do Sorrisologia com a odontopediatra Patricia Pereira?

É preciso controlar os doces

A soma de crianças + açúcar não resulta em uma boa saúde bucal. "Quando existe dieta rica em açúcar são indicados cuidados especiais na higiene oral e mudança de hábitos ligados à dieta", afirma. Ao expor o pequeno a uma quantidade excessiva de açúcar, seu universo bucal inicia uma grande confusão."Os potenciais efeitos prejudiciais vão além dos ligados ao sistema endócrino, mas também ao aumento significativo da chance da cárie se estabelecer nos dentes", explica. Tudo isso acontece devido à falta de uma higiene bucal adequada.

Quais alimentos são os mais perigosos?

Para evitar essa formação cariosa toda criança precisa criar bons hábitos alimentares e evitar os doces mais arriscados. "Alimentos ricos em açúcar e pegajosos são mais perigosos quando associamos o problema cárie", atenta a profissional.  

Hábitos que os papais precisam adotar

- Evite a oferta de doces e outras guloseimas em intervalos curtos associada a falta de higiene oral. Desta forma, o acúmulo de placa bacteriana não será preocupante e as lesões cariosas ficarão barradas do sorriso do pequeno.

- Prefira uma dieta rica em legumes, verduras e frutas detergentes, sem excessos de alimentos ricos em açúcar e pegajosos.

- Ofereça as refeições em horários regulares, seguidas de higienização oral. Definir um horário fixo para o seu filho almoçar e jantar faz toda diferença. 

- Pratique a escovação de acordo com a idade da criança. "Para os bebês, com escovas adequadas para idade, gaze ou fraldas de pano, e para crianças, com maior autonomia, escovação com escovas adequadas para idade, com dentifrício fluoretado e uso do fio dental".

Diminua o doce e capriche na escovação

Uma dúvida muito frequente na cabeça dos papais e mamães: é melhor controlar o consumo de doces ou escovar os dentes todas as vezes que terminar de comer a guloseima? Patricia conta que é importante fazer as duas opções ao mesmo tempo. "Controlar o consumo de doces faz-se necessário para a saúde de uma forma geral, contudo, sabendo da realidade do “mundo infantil” torna-se difícil negar total acesso as guloseimas, de forma que aceita-se indicar a escovação após a ingestão dos doces para um melhor controle da cárie", conclui.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Patricia Pereira - Ortodontista
Niterói - RJ
CRO-RJ: 37.965