Para quem adora um docinho precisa estar atento na sua higiene bucal. Do contrário, você sabe, o problema mais provável é o surgimento da cárie. Essas temíveis inimigas vão dando pequenos sinais no sorriso se não forem tratadas logo. Daí a solução pode ser uma restauração dentária. “É um procedimento realizado pelo dentista com objetivo de tratar o dente afetado, permitindo que ele restabeleça sua forma e função ideais", comenta Dra. Paula Soldani, especialista na área.

Como saber se preciso de uma restauração?

Somente seu dentista pode afirmar isso. Mas a profissional comenta que, geralmente, os dentes acometidos por cárie são sensíveis a alimentos gelados e doces. Além disso é possível notar sangramento gengival ao usar o fio dental. Notando esses sintomas, procure um profissional.

Como o procedimento é realizado?

"Primeiramente é removida toda lesão de cárie, depois limpa-se a área atingida. Por fim, a restauração é feita com um dos materiais restauradores que pode ser amálgama ou resina nas restaurações diretas", conta. A resina composta é aquele material bem clarinho, que fica mais discreto nos dentes. Já as amálgamas são mais escurinhas. O dentista vai polir e lavar o dente para tirar o excesso do material usado e deixá-lo bem limpinho e brilhante.

A restauração é sempre a solução?

Nem sempre é a única saída. A profissional explica. “O dentista faz uma observação detalhada das arcadas utilizando a radiografia dental para obter um diagnóstico mais amplo e apurado”. O raio-X é importante para escolher o tratamento e a restauração mais adequada, a partir da observação do dano causado, extensão e localização da cárie.

Cuidados e higienização

A sua higiene bucal deve continuar sendo realizada normalmente. Invista em uma boa escova de dentes com cerdas macias e flexíveis, que se adaptam aos contornos dos seus dentes e gengivas removendo a placa bacteriana em lugares difíceis. Confira outras dicas importantes para os primeiros dias após ter realizado a restauração.

- Mastigar as refeições lentamente.

- Evitar chicletes, balas e doces grudentos.

- Não ingerir alimentos muito quentes nem muito frios.

- Visitar o seu dentista para uma revisão.

- Realizar uma higiene bucal caprichada após todas as refeições.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Paula Soldani - Especialista em Endodontia e Dentística
Santo André - SP
CRO-SP 38615