Dormir a noite inteira e ainda assim se sentir cansado é comum para quem sofre de bruxismo. Parece que, por mais que o paciente durma, o corpo não consegue relaxar totalmente, até mesmo devido à força exercida durante à noite entre os dentes. Mas será que é possível contornar o problema? Com a ajuda do especialista em implantodontia e dentística restauradora Alexandre César você confere 7 dicas para voltar a dormir bem e ainda entende um pouquinho mais sobre o assunto, como as suas causas e as principais formas de tratamento.

Quais as principais causas para o bruxismo?

No geral, o bruxismo está relacionado ao estado mental do paciente, ou seja, problemas que afetam o psicológico podem desencadear este quadro clínico. Portanto, situações de raiva, estresse, tensão e ansiedade devem ser observadas com cautela, já que podem ser algumas das causas para o bruxismo se desenvolver, segundo o especialista. Aliás, você sabia que isso pode acontecer quando você menos espera? A verdade é que qualquer mudança brusca na vida de alguém pode ser o combustível para a doença, como problemas financeiros, a perda de entes queridos, separações e até uma mudança de emprego ou de cidade. Mas além dos fatores externos, o profissional destaca também três fatores internos que podem ser a causa do bruxismo:

• Problemas ligados ao sono, como a apneia;
• Refluxo do ácido estomacal para o esôfago e, posteriormente, para a boca;
• Má oclusão da boca, devido ao alinhamento anormal dos dentes.

7 dicas para voltar a dormir bem

Chega de noites mal dormidas! Muita gente diz que usar aparelhos eletrônicos antes de se deitar pode afetar seu sono e isso é verdade. Segundo Alexandre, a cama foi feita para dormir, e abrir espaço para outras atividades no local, como comer ou assistir televisão, pode prejudicar o relaxamento total do corpo. Para ajudá-lo a recuperar o soninho agradável de cada dia, o especialista destacou hábitos que devem ser adotados e podem influenciar nesse processo:

1) Evitar ingerir álcool e bebidas/alimentos com cafeína como café, chás preto e mate, chocolate, refrigerante (principalmente as colas)
2) Evitar exercícios de alta intensidade a noite, exercícios vigorosos são estimulantes
3) Meditação
4) Yoga
5) Mindfulness (técnica de meditação)
6) Acupuntura tem sido eficaz proporcionando excelentes resultados
7) Alimentação leve no jantar, de preferência 3 a 4 horas antes de se deitar

Outras alternativas indicadas

O bruxismo pode não ter cura, mas tem alguns tratamentos ao seu dispor que ajudam a reduzir os sintomas e as consequências do problema. Os profissionais normalmente costumam indicar a placa de mordida - também conhecida como placa de bruxismo ou miorrelaxante -, o botox, o aparelho TENS ou o laser. Contudo, alguns especialistas indicam que o uso do aparelho removível noturno - que não é o mesmo que a placa de bruxismo - também pode ser uma outra alternativa eficaz. “Estes aparelhos, diferentemente da placa de bruxismo produzem estímulos na rede de neurônios sensoriais da boca, levando a mensagem até o sistema nervoso central que, por sua vez, responde remodelando estruturas ósseas, musculares, articulares e funcionais; assim a função é restabelecida trazendo de volta o equilíbrio do sistema bucofacial”, explica Alexandre.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexandre César - Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora
São Paulo, SP
CRO-SP: 52261