Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
06.05.2021

Bloco ou coroa: qual a diferença entre essas duas restaurações?

Entenda as diferenças entre os tipos de restauração de dente e saiba para quais casos elas são recomendadas
Entenda as diferenças entre os tipos de restauração de dente e saiba para quais casos elas são recomendadas

Expert

Kalina Diniz

Kalina Diniz

CRO-SP: 110560

Especialista em Dentística e Odontologia Estética. Cursos de Toxina Botulínica e Preenchimento orofacial , Lifting não Cirúrgico , curso de Peeling e de dermarroler. Atualização de Endodontia , curso de Escultura dental , Resina Composta para dentes posteriores, participação de 3 Contox e participação do Simpósio de Toxina Botulínica e Preenchimento Orofacial.

Cáries, traumas ou fraturas são alguns dos fatores que podem resultar na necessidade de uma restauração no dente. Responsável por reconstruir um elemento danificado, o procedimento é uma das opções mais recomendadas para devolver as suas funções e evitar a extração dentária. Para realizá-lo, é comum que o paciente tenha que optar entre duas técnicas distintas: bloco ou coroa. Mas qual será a melhor opção? Quais as diferenças entre esses métodos? Para esclarecer essas dúvidas, conversamos com a dentista Kalina Diniz que revelou tudo sobre esses tipos de restauração de dente.

Quando a restauração em bloco ou coroa é necessária?

Dentre os diversos procedimentos odontológicos, a restauração no dente é um dos mais conhecidos entre os pacientes. O motivo por trás disso é simples: a técnica é a principal opção para restaurar dentes comprometidos por cárie, fratura ou trauma.

Mas, o que poucos sabem é que a escolha do material utilizado durante a restauração no dente pode ser influenciado pelo nível de danificação do elemento. Nesse sentido, a especialista conta: “A colocação dos blocos e coroas, por exemplo, é necessária quando o dentista não consegue restaurar o dente de forma direta e tradicional com a resina composta porque a estrutura dentária está muito comprometida”.

Nesse caso, é necessário que seja realizado um trabalho indireto através da confecção no laboratório com um material mais resistente e depois enviá-lo para o consultório para a cimentação, restabelecendo assim a função e a estética do dente.

Restauração no dente: as diferenças entre bloco e coroa

Embora desempenhem a mesma função de restaurar o dente danificado, a restauração em bloco e em coroa possuem algumas diferenças. A técnica feita com bloco, por exemplo, é utilizada em casos de pequenos reparos e que o comprometimento da estrutura dental é parcial. Por outro lado, a restauração de dente feita com coroa é recomendada para quadros mais severos, em que a parede dentinária está mais comprometida e pouco pode se aproveitar o dente. “Nesse caso, a cobertura do dente é total. A coroa pode ser usada sobre implantes ou como suporte para uma ponte fixa, sendo confeccionada em vários materiais, dependendo de cada caso”, explica Kalina. Justamente por isso, a restauração de dente em coroa é bastante recomendada para pacientes que apresentam cáries e fraturas extensas no elemento.

Os cuidados com a restauração de dente

Independentemente do material escolhido para restauração no dente, uma coisa é certa: alguns cuidados são necessários após o procedimento. No caso do bloco e da coroa, os hábitos são os mesmos:

- Manter as gengivas e dentes saudáveis através de higiene bucal diária, principalmente após as refeições e à noite antes de deitar. Para isso, é importante que o paciente opte por escovas macias, creme dental menos abrasivo e o uso de fio dental e enxaguante bucal, de preferência, sem álcool para evitar infiltrações;

- Incluir visitas periódicas ao dentista para uma reavaliação do trabalho e limpeza profissional na sua agenda;

- Evitar o consumo de alimentos duros que possam prejudicar a restauração dentária;

- Fazer uso da placa miorrelaxante se apresentar bruxismo.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Kalina Diniz - Dentística e Odontologia Estética
São Paulo - SP
CRO-SP: 110560

Mais Matérias: Dentes
Extração dos dentes sisos: passo a passo para garantir uma boa cicatrização dos pontos
Dentes
Extração dos dentes sisos: passo a passo para garantir uma boa cicatrização dos pontos
Não dá para negar: a extração dos dentes sisos é um dos procedimentos odontológicos mais temidos pelos pacientes. Embora a cirurgia seja simples, ela requer alguns cuidados específicos no pós-operatório para evitar a inflamação dos pontos e, ainda, reduzir os desconfortos...
Piercing labial: quais os danos para a saúde do dente?
Dentes
Piercing labial: quais os danos para a saúde do dente?
Se você está pensando em investir em um piercing labial, é importante ligar o sinal de alerta. Embora seja considerado um item de grande estilo, existe um fator que pode ser afetado pelo uso do acessório: a sua saúde bucal . Sim, isso mesmo! Dependendo dos cuidados e, principalmente do material utilizado na...
O que pode causar infiltração no dente?
Dentes
O que pode causar infiltração no dente?
A infiltração no dente é um quadro mais comum do que se imagina e pode estar associado a problemas na restauração dentária. Capaz de provocar uma série de incômodos, como sensibilidade e até mesmo cáries, a condição requer um tratamento imediato para evitar danos mais...
Como é feito o bloco dentário? Veja o passo a passo!
Dentes
Como é feito o bloco dentário? Veja o passo a passo!
Você tem lidado com danos causados por cárie ou fratura no dente ? Isso pode ser um sinal de que...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Blocos onlay e inlay: qual a diferença entre essas próteses?
Dentes
Blocos onlay e inlay: qual a diferença entre essas próteses?
O bloco dentário é um dos procedimentos mais comuns dentro de um consultório...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Dor após a manutenção do aparelho fixo: por que isso acontece?
Dentes
Dor após a manutenção do aparelho fixo: por que isso acontece?
Lidar com a dor causada pela manutenção do aparelho fixo é certamente uma das piores partes...
com a participação de:
Caroline Malavasi
CRO-RJ: 38947