Na cultura contemporânea o piercing está mais próximo de uma representação estética. Mas esse adorno corporal está presente na história da humanidade a pelo menos 5000 anos, como forma de rituais em algumas tribos e até com o objetivo de conferir status de nobreza em outras. Mas não se deixe enganar. O acessório pode causar riscos à sua saúde sim. Nesse sentido, convidamos a estomatologista Dulce Helena Cabelho para contar os danos e cuidados que os adeptos ao estilo precisam ter.

Piercing bucais

O piercing oral é um adereço intrabucal bastante utilizado principalmente pelos jovens atualmente. Porém, o uso do acessório traz algumas alterações preocupantes na boca e na mucosa. A estomatologista atenta para que essas mudanças devam ser consideradas e reconhecidas tanto pelo próprio paciente como pelos profissionais que atuam na área bucal. "O cirurgião-dentista deve orientar seus pacientes quanto à necessidade de um controle periódico, com o intuito de prevenir e tratar tais efeitos".

Riscos à saúde bucal

Perfurar alguma região bucal e colocar uma joia significa criar uma porta de entrada para as milhares de bactérias diferentes que temos na boca. Essa modificação corporal pode trazer alguns problemas bucais. "As alterações que ocorrem com mais frequência são acúmulo de placa bacteriana, feridas em locais de tecido mole e machucados constantes na área de traumatismo", explica Dulce. Já dá para imaginar o quanto a higiene do local e do acessório é importante, né?

Cuidados que não podem ser esquecidos

A pessoa que usa piercing precisa ter cuidados e precauções constantes com esse objeto para que evite consequências graves no futuro. "A visita periódica ao cirurgião-dentista é obrigatória, assim como a limpeza diária também. Se você não tomar esses cuidados, poderá sofrer danos irreparáveis nos lábios, línguas e dentes.", alerta a estomatologista.

Dica profissional

É difícil que não aconteça nenhuma das possíveis alterações bucais quando se usa um piercing, mas com dedicação e cuidado você pode minimizar os efeitos. A dica da especialista é ficar sempre atento e caprichar na higiene do seu acessório. "Após a sua utilização, os piercings devem ser higienizados e limpos para que essas alterações não ocorram com frequência", recomenda.