O odontopediatra é o primeiro profissional de saúde bucal que a criança terá contato na vida. Segundo a profissional da área Mariana Frizzo, não existe uma idade mínima para levar seu pequeno para o consultório do dentista pela primeira vez. "O ideal é levar o bebê ao odontopediatra antes do nascimento do primeiro dente, para que os responsáveis recebam todas as orientações necessárias”, diz. Contudo, até que idade o odontopediatra pode atender as crianças? O profissional acompanha o bebê desde cedo, mas chega uma hora em que ele deve sim ser encaminhado para outros especialistas. Para entender melhor quando esse momento acontece, tiramos as principais dúvidas do tema com a profissional.

Até que idade o odontopediatra atende crianças?

O odontopediatra deve ser consultado enquanto as crianças ainda tiverem quaisquer dentes de leite no sorriso. "Teoricamente o odontopediatra atende o paciente até ele completar 12 anos, que é idade em que a criança deixa de ter dentes decíduos (dente de leite) e passa a ter a dentição permanente completa", acrescenta. A especialista ainda comenta que existem casos em que se cria um vínculo com o profissional tão grande que os responsáveis preferem deixar de ir ao odontopediatra apenas quando precisam de uma consulta com outro especialista, como o estomatologista.

Com que frequência crianças devem ir ao odontopediatra?

Os profissionais recomendam que o paciente volte ao dentista a cada 6 meses para realizar a profilaxia bucal, limpeza dentária feita no consultório. Já com as crianças, a média de retorno é a mesma, mas tudo vai depender do caso. "A necessidade de visitar o dentista é muito individual. O odontopediatra vai avaliar o nível de higiene do paciente, a motivação para escovar, os fatores de risco para a doença cárie, se está em fase de troca de dentes e muitos outros fatores", explica. Em casos que a criança esteja passando por algum tipo de tratamento, como o ortodôntico, essa recomendação pode ser diferente.

O que o odontopediatra faz?

Muita gente não sabe, mas o odontopediatra é também clínico-geral! Por isso, ele pode fazer muito pelo seu filho. "Nós fazemos cirurgias, tratamento de canal, restaurações, próteses, tratamentos estéticos, periodontais", completa. Um outro ponto importante é que o funcionamento do organismo da criança funciona de maneiras diferentes do nosso. "O metabolismo de uma criança é diferente do adulto, e isso requer, por exemplo, muito cuidado ao receitar uma medicação para evitar uma intoxicação medicamentosa", explica. Por isso, não deixe de levar seu pequeno para uma consulta. Isso vai ser importante, já que identificar problemas bucais desde cedo é a melhor forma de garantir um sorriso exemplar pelo resto da vida!

Por SPPC

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Mariana Almeida Frizzo - Especialista em Odontopediatria, com atualização em cirurgia menor e odontologia estética.
Santana - SP
CRO: 120680