No momento de começar um tratamento ortodôntico, a primeira dúvida do paciente é que aparelho dentário ele deverá usar. Isso acontece porque o aparelho fixo convencional não é o único modelo possível para deixar os dentes mais alinhados, no entanto, ainda sim é um dos mais usados. Embora o aparelho ortodôntico fixo comum seja o mais conhecido, o aparelho autoligado, contudo, chama a atenção por apresentar um tempo de resposta considerado mais rápido, se comparado ao modelo tradicional. Pensando nisso, o Sorrisologia conversou com o ortodontista especializado em radiologia, Alexis Osthoff, e ele contou mais sobre esse aparelho. Veja a seguir!

Entenda o que é e como funciona esse tipo de aparelho autoligado

Antes de saber detalhadamente sobre a técnica desse aparelho, é preciso entender o que é o aparelho autoligado. Como o nome indica, esse tratamento é autoligado: na prática, isso significa que o aparelho dispensa a utilização das tradicionais borrachinhas coloridas. Segundo Alexis, o aparelho fixo sem ligaduras (sem elásticos) e que promove baixa fricção, alinha e nivela os dentes. “Ele realiza essa função através de janelas escamoteáveis pré-programadas, que estão presentes nos brackets”, explica o ortodontista.

No entanto, para definir se o uso desse tipo de aparelho será importante durante a sua trajetória para deixar o sorriso mais aliado, converse com o seu dentista de confiança. É importante deixar suas expectativas claras, e, principalmente, estimar com ele o tempo de seu tratamento. Dependendo do caso e do paciente, o profissional indicará - ou não -, o uso dos aparelhos autoligados. Porém, vale frisar que: “o uso do aparelho autoligado é indicado principalmente, para grandes expansões e apinhamentos severos”, explica Alexis.

Saiba quais são os benefícios desse tipo de aparelho e os principais cuidados

Para Alexis, os principais benefícios desse aparelho são: necessitar de menor tempo de tratamento, menos manutenções e consultas mais rápidas, além de ser considerado um aparelho mais higiênico. Outro ponto positivo para o aparelho autoligado é o fato de, nesse tratamento, os cuidados serem mais brandos. “Em comparação com o aparelho ortodôntico convencional, o aparelho autoligado se diferencia por ser mais higiênico, sem necessitar de ligaduras (elásticos), possuir um tamanho menor e, por tanto, ser mais estético”, explica o ortodontista.

Quer saber como funciona o tratamento ortodôntico? Confira no vídeo do Manual do Mundo:

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexis Osthoff - Ortodontista, radiologista, atualização em Ortopedia funcional dos maxilares, ortodontia removível e implantodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO RJ 27424