Muitas são as dúvidas acerca desse tratamento ortodôntico. Por ser removível, esse aparelho é mais fácil de limpar? Quando é a melhor época para usá-lo? O procedimento demora mais ou menos que o aparelho fixo? São tantas perguntas que é comum confundir, porém isso pode acabar atrapalhando o seu dia a dia. Para acabar de vez com esses questionamentos, contamos com a ajuda da dentista Luciana Haller, especialista no assunto.

Motivos para usar

O aparelho móvel pode ser utilizado em diversas situações. O procedimento é muito eficiente quando usado no período de crescimento. "Quando possui um desenvolvimento errado das bases ósseas, esse aparelho vai diminuir ou até evitar extrações, cirurgias e talvez o uso de aparelho fixo por muito tempo na vida adulta", explica a dentista. Além disso, pode ser usado como mantenedor de espaço, como conteções e como expansor de maxila em respiradores bucais.

Tipos de aparelho móvel

Não existe apenas um modelo de aparelho móvel. Alguns tipos são expansores, usados na maxila e precisa ser ativado mensalmente ou semanalmente no seu torno expansor com ajuda de um pino, segundo Luciana. Há também os aparelhos extrabucais que são utilizados com faixa atrás do pescoço e os aparelhos encaixados dentro da boca. "Estes são forçados para trás com a ajuda de um elástico para limitar o crescimento ântero-posterior da maxila". E tem também o mais conhecido de todos: a contenção, geralmente usada após o término de um tratamento ortodôntico fixo para os dentes não voltarem para a posição errada.

A higiene é mais fácil?

Esse talvez seja um dos maiores mitos sobre os aparelhos móveis. "Na verdade tanto o fixo quanto o móvel precisam da cooperação do paciente para a sua manutenção", comenta a profissional. Ou seja, mesmo sendo móvel, se você não tiver cuidado, seu aparelho não vai fazer o efeito desejado. Da mesma forma que não higienizar corretamente o aparelho fixo pode acarretar problemas periodontais, atrasando o tratamento ortodôntico.

Quando usar

A melhor fase para usar o aparelho móvel é durante a infância. "Nesta idade podemos ir modificando aos poucos as discrepâncias e guiar o crescimento de maneira correta, já que na fase adulta uma vez estabelecido algum problema não é possível modificar", explica Luciana. Olha só a importância de levar os pequenos ao dentista regurlamente, dessa forma, você pode evitar maiores complicações no futuro para o saúde bucal do seu filho.

Tempo de tratamento

O sucesso desse tipo de procedimento ortodôntico vai depender muito da sua disciplina. Luciana explica que por existir a necessidade da cooperação do paciente no uso do aparelho móvel, não é possível ter uma média de tempo para utilização do mesmo. Além de muitas vezes o aparelho ser só uma ajuda antes de ser colocado o aparelho fixo. Por isso, é sempre difícil definir datas certinhas do tratamento justamente pela infinidade de tipos e indicações que existem do aparelho removível.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciana de Freitas Haller dos Santos - Ortodontista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 40504