Responsável por corrigir problemas de oclusão e alinhar os dentes, o aparelho fixo fez parte de uma etapa da vida de muitas pessoas. No entanto, existem muitos pacientes que não desejam usar os tradicionais modelos com bráquetes e aros prateados. Pensando nessa exigência, a dentista Tatiana Rysovas veio contar mais sobre o aparelho estético. Veja como esse modelo pode ser o ideal para você!

Conheça o aparelho fixo estético

Atualmente, a estética é a grande preocupação entre os pacientes nos consultórios ortodônticos. Para atender a essa demanda, foi desenvolvida uma alternativa ao aparelho fixo tradicional: o modelo estético. As peças dele são caracterizadas por sua cor similar à cor dos dentes, não deixando aquela famosa aparência de "sorriso metálico". “Esse modelo de aparelho tem a mesma função do fixo metálico, mas com a vantagem de ser bem mais discreto esteticamente”, explica a profissional.

Quais são as vantagens do aparelho fixo estético?

Em alguns casos, pode acontecer de o paciente apresentar resistência a usar um aparelho fixo na hora do tratamento ortodôntico e o modelo estético pode ser a solução. Suas peças podem ser feitas de policarbonato, cerâmica ou mesmo safira, tudo com uma coloração clara, próxima da cor dos dentes do paciente.

Além disso, alguns pacientes, por conta do ambiente de trabalho, como os artistas e pessoas que trabalham com a imagem, preferem o modelo fixo estético. “Eles têm sido muito procurados por pacientes adolescentes e adultos, que preferem recursos minimamente perceptíveis quando comparados aos aparelhos metálicos convencionais na hora do tratamento”, destaca a dentista.

Saiba mais sobre os principais cuidados com esse aparelho

A profissional ressalta que os aparelhos fixos estéticos exigem, basicamente, os mesmo cuidados do modelo tradicional. “Pacientes ortodônticos devem redobrar cuidados com a higiene bucal e ter o acompanhamento periódico de um profissional especializado para a manutenção da saúde e boa evolução do tratamento”, orienta a dentista.

Também é preciso ter atenção redobrada na hora da alimentação, em especial com as texturas e composição dos alimentos. É indicado evitar comidas duras, pegajosas, com fios ou fibras, e açucaradas. “Cada uma dessas características pode comprometer os componentes do aparelho fixo e atrasar o tratamento”, alerta a ortodontista.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Tatiana Teixeira Rysovas - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 70447