Os aparelhos extra-orais são aqueles que possuem apoio na parte externa da boca e por isso podem causar bastante desconforto para quem precisa utilizá-los. Mas é importante lembrar que o tratamento é apenas momentâneo, e pode trazer muitos benefícios para a saúde e beleza do seu sorriso! “Mesmo não agradando nem as crianças nem aos pais, pela estética, é um aparelho com sua eficiência mais que comprovada e sem nenhum outro substituto que atinja os mesmos resultados”, afirma a ortodontista Andréia Cotrim. Entenda melhor como ele funciona e de que forma pode melhorar sua saúde bucal!

O que é aparelho extra-oral?

Os aparelhos extra-orais, também chamado de extrabucal, são usados como auxiliares na mecânica ortodôntica, colocados do lado de fora da boca, ou seja, apoiado no osso. “Esses são considerados aparelhos ortopédicos, uma vez que as alterações com sua utilização ocorrem tanto no complexo dentário como, principalmente, no complexo maxilar, ou seja, na parte óssea do paciente”, explica ela.

Em quais casos o aparelho extra-oral é indicado?

Esse tipo de aparelho com certeza não é o mais discreto, mas ele tem um papel muito importante prevenindo contra problemas mais graves no futuro. “Os aparelhos extra-orais são mais indicados na fase de crescimento, pois agem redirecionando o crescimento dos ossos da face”, afirma ela. Ele costuma ser mais utilizado para crianças ou adolescentes, que estão na fase de dentição mista. Andréia explica que o aparelho atua restringindo o crescimento anterior da maxila ou da mandíbula, muitas vezes evitando casos cirúrgicos na fase adulta. “Uma vez que ele irá restringir ou estimular o avanço e crescimento da maxila ou da mandíbula, ele altera significativamente a direção do crescimento, tornando a face e o sorriso do paciente mais harmônica”, diz a profissional.

Radiografias são necessárias para analisar se o tratamento deve ser feito

Para que o ortodontista indique o tratamento com esse tipo de aparelho é necessária uma minuciosa avaliação tanto do paciente como de sua documentação ortodôntica. Segundo Andreia, normalmente isso é verificado através de radiografias da face do paciente, e da mão e punho para avaliar se ele está em fase de crescimento e qual o melhor momento da colocação do aparelho para se obter o melhor resultado final.

O uso de aparelho extra-oral também pode acelerar o tratamento ortodôntico

Uma boa notícia é que com o uso desse tipo de aparelho, o tratamento ortodôntico pode ser mais rápido! Por isso é tão importante consultar o dentista desde cedo e diagnosticar se existe a necessidade do tratamento o mais rápido possível. Por terem um apoio fora da cavidade oral, o uso dos aparelhos extra-orais auxilia no redirecionamento do osso ou mesmo na movimentação dental, usando forças mais pesadas. “Sua eficiência é obtida até mesmo nos casos mais severos quando associada à correta força ortopédica juntamente com a colaboração do uso pelo paciente”, diz ela. Essa colaboração é de extrema importância, já que o sucesso depende que a criança ou adolescente use o aparelho da forma correta.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Andréia Cotrim Ferreira - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 39000