Depois do uso do aparelho, ainda vem a contenção dentária! Sim, todo paciente que passa pelo tratamento ortodôntico  sabe que existem diversos cuidados importantes. Atenção na hora da limpeza e evitar alimentos duros são alguns exemplos. Mas uma coisa que não se pode evitar é o uso da contenção. O tratamento não acaba com a retirada do aparelho fixo. Chegou a hora desse tipo de aparelho, que pode ser também de modelo fixo ou móvel. Você sabe qual é a diferença entre esses dois tipos? Veja as explicações do dentista Fábio Netto sobre cada uma das contenções. E ainda, entenda mais sobre quais são os principais cuidados durante o uso destes acessórios.

Tipos de aparelho ortodôntico de contenção

Assim como destaca o profissional, após o período de uso do aparelho fixo inicia-se a etapa de usar o aparelho de contenção, que podem ser de dois tipos. “O aparelho removível (móvel) é indicado para o arco superior, neste tipo o paciente remove para se alimentar e realizar atividades físicas”, define o odontologista. Enquanto isso, a contenção fixa é posicionada no arco inferior, pois é um local com maior chance de movimentação dentária. “Basicamente a função das duas é a mesma”, completa ele.

Por quanto tempo devo usar a contenção dentária?

O uso do aparelho de contenção é indicado para todos os casos que passaram pelo tratamento ortodôntico com o aparelho fixo. “Sendo assim um protocolo que deve ser seguido por todos os ortodontistas”, comenta Fábio. Especialmente no primeiro ano após a retirada, a possibilidade de movimentação dentária, denominada como recidiva, é muito grande. Dessa maneira, o uso da contenção é uma maneira eficaz para manter o posicionamento correto dos dentes.
Pensando nisso, a duração para o uso de contenção será equivalente ao tempo que o paciente passou com o aparelho fixo. “Se ele usou dois anos de aparelho fixo, usará pelo menos dois anos de contenção, lembrando que o controle dessa fase de contenção com o ortodontista é realizado a cada 6 meses”, orienta o profissional.

Veja os principais cuidados com o aparelho de contenção fixa e móvel

Para a contenção removível, o dentista indica alguns cuidados de higienização com o aparelho. “Usar uma escova mais dura, sem creme dental, e sempre guardar seca e dentro de uma caixa de proteção”, destaca ele. Por outro lado, no caso de pacientes com contenção fixa é importante prestar atenção na alimentação. “Evitar alimentos com movimento de alavanca na mordida, para não haver movimento da contenção”, explica Fábio. Para completar seus cuidados, não deixe de manter as visitas regulares ao consultório do dentista, possibilitando a prevenção de complicações.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Fábio Netto - Cirurgião-dentista
São Paulo - SP
CRO-SP 83.981