Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
20.01.2016

Anestesia dentária: tudo que você precisa saber sobre esse procedimento

Expert

Max de Aguiar Ferreira

Max de Aguiar Ferreira

CRO-RJ :27553

Graduado em Odontologia pela UERJ e Especialista em Saúde Bucal Coletiva pela ABORJ (Associação Brasileira de Odontologia).

Uma das piores sensações que existe é sentir dor. Ninguém gosta de sofrer com algum incômodo, principalmente quando se trata de dente. Mas ainda bem que há 200 anos atrás alguns dentistas americanos mudaram essa história e criaram a anestesia. E hoje o Sorrisologia junto com o Dr. Max Ferreira vão contar tudo o que você precisa saber sobre esse procedimento.

Nem tudo precisa de anestesia

Apesar de muita gente ter medo de dentista e implorar anestesia em quase todos os procedimentos, Max explica que apenas aqueles tratamentos com expectativa de dor precisam da aplicação. "Todos os procedimentos cirúrgicos necessitam de anestesia, mas o que vai ditar a necessidade ou não em relação aos demais procedimentos é o grau de resistência do paciente a essa sensação".

Existem 3 tipos de anestesia na odontologia

O profissional conta que as opções de anestesia são a infiltração local, o bloqueio de campo e o bloqueio de nervo. Todas são escolhidas dependendo da extensão da área que se deseja anestesiar. "Na infiltração são anestesiadas apenas pequenas terminações nervosas, no bloqueio de campo, os ramos nervosos terminais maiores e, no bloqueio de nervo, os grandes troncos nervosos".

A anestesia pode gerar complicações

Os efeitos da anestesia podem gerar complicações locais e gerais para algumas pessoas, como os hematomas. "Eles são causados quando vasos sanguíneos são acidentalmente lesados durante a introdução da agulha e acontece extravasamento de sangue aos tecidos". Quanto ao fator geral, os problemas são bem mais graves. "A anafilaxia é um exemplo disso e acontece quando o paciente apresenta alergia a alguma substância do anestésico local"..

Todo paciente precisa ser avaliado individualmente

Para isso não acontecer, o dentista precisa realizar uma anamnese minuciosa com detalhes sobre o estado de saúde atual do paciente assim como o seu histórico familiar. "É preciso ter informações sobre alergias, doenças crônicas, experiência em tratamentos odontológicos anteriores". Dependendo de toda a apuração, o uso de anestésicos locais pode ser anulado, assim como o próprio tratamento odontológico, até encontrar uma segunda opção.

Não dá pra fugir da dorzinha da agulha

"Sempre há expectativa de dor, pois uma agulha é introduzida nos tecidos e, dependendo da área que se deseja anestesiar, a profundidade dessa introdução também vai variar". Apesar disso, o incômodo da aplicação não chega nem perto da dor que haveria se o procedimento fosse realizado sem anestesia. Profissionais experientes podem minimizar essa sensação com diferentes técnicas de aplicação. Existem também os anestésicos tópicos, aqueles em forma de pastinhas, que causam uma anestesia transitória sobre a área em que a agulha será introduzida. Tomando os cuidados necessários você passará por procedimentos sem sentir dor e terá muito mais motivos para sorrir.

Mais Matérias: Saúde Bucal
Aparelho ortodôntico móvel: o que é? Quais são os tipos? Como usar e fazer a higiene do acessório
Saúde Bucal
Aparelho ortodôntico móvel: o que é? Quais são os tipos? Como usar e fazer a higiene do...
Não é novidade para ninguém que o aparelho ortodôntico é uma das grandes apostas para quem busca um sorriso alinhado. Mas, o que poucas pessoas sabem é que o aparelho móvel também é um grande aliado nesse processo. Justamente por isso, é importante saber que esse tipo de...
Dentistas: conheça alguns dos profissionais que mais contribuem para o Sorrisologia!
Saúde Bucal
Dentistas: conheça alguns dos profissionais que mais contribuem para o Sorrisologia!
O dentista é aquele profissional que faz de tudo para te ver sorrir. Além de tratar de doenças bucais, como a cárie , gengivite e periodontite, ele também realiza cirurgias, que nem a extração de dente siso, procedimentos de profilaxia (a famosa limpeza feita no consultório) e até...
Perdi um dente: o que fazer? É possível reimplantar? Como isso pode acontecer e como prevenir o problema?
Saúde Bucal
Perdi um dente: o que fazer? É possível reimplantar? Como isso pode acontecer e como prevenir o...
Engana-se quem pensa que perder um dente é algo incomum. Na verdade, existe uma série de fatores que podem contribuir para a perda dentária, como má higiene bucal, doenças periodontais e traumas. Mas, independente do fator causador, uma coisa é certa: conversar com um dentista para avaliar a...
Como escovar a língua? 3 maneiras de realizar essa higiene bucal e prevenir o mau hálito
Saúde Bucal
Como escovar a língua? 3 maneiras de realizar essa higiene bucal e prevenir o mau hálito
A placa bacteriana é a maior vilã da saúde bucal. Através do acúmulo dela que nascem as piores doenças bucais, como a cárie, gengivite, periodontite, o tártaro, o mau hálito, entre outras. Além de tomar conta dos dentes, a placa também se acomoda na superfície da...
Além do aparelho ortodôntico: 5 situações em que a escova interdental também pode ser usada
Saúde Bucal
Além do aparelho ortodôntico: 5 situações em que a escova interdental também pode ser usada
Você conhece a escova interdental? Esse produto de higiene bucal é muito comum na rotina do paciente ortodôntico para limpar a placa bacteriana e outras sujeirinhas que ficam presas entre os fios e braquetes do aparelho fixo. Mas além desse caso, você sabia que esse tipo de escova também serve para higienizar...
Dente mole e doendo: confira 5 motivos por trás desse incômodo
Saúde Bucal
Dente mole e doendo: confira 5 motivos por trás desse incômodo
Engana-se quem pensa que o dente mole é um problema que surge apenas na infância. Na verdade, o quadro também pode atingir adultos e idosos e, muitas das vezes, é um sinal de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. Além de não ser agradável nada agradável, os dentes moles e doendo...