Você é do time que deseja manter um sorriso sempre bem branco? Se sim, a recomendação é que se evite alguns cardápios. Os alimentos com alta pigmentação acabam prejudicando a coloração natural dos dentes, provocando um certo escurecimento. Se você já tomou vinho tinto ou até mesmo um açaí, deve ter reparado na mudança momentânea de cor dos dentes. Mas engana-se quem pensa que apenas os dois são responsáveis por essa coloração roxinha. Vegetais como a beterraba e a amora podem, também, prejudicar na hora de chegar ao sorriso branquinho de Hollywood. Mas sem motivos para desespero! Geralmente, uma boa higiene bucal resolve o problema, só não vale exagerar nos alimentos com alta pigmentação, caso contrário, seus dentes podem ficar escurecidos de vez. Por conta disso, conversamos com o dentista Vinícius Barçal a fim de entender um pouco mais por que os dentes escurecem. Confira!

Os riscos do consumo frequente de alimentos pigmentados

Existem dois tipos de alimentos que proporcionam o problema do escurecimento dentário: os que possuem em sua composição pigmentação excessiva, como o suco de uva e o café, por exemplo, e aqueles que são muito ácidos, geralmente encontrados em bebidas alcoólicas e frutas cítricas. Segundo Vinícius, a descoloração dos dentes está normalmente associada ao processo de envelhecimento natural do dente e a fatores relacionados à dieta alimentar. “Os pacientes que possuem uma dieta com alta concentração de alimentos cromogênicos, ricos em corantes naturais ou artificiais, como café, chás, refrigerantes, molhos de tomate industrializados, vão apresentar um maior manchamento dos dentes”, explica.

Clareamento dental e alimentos cromogênicos

A boa notícia é que hoje em dia estas manchinhas e o amarelamento do dente pode ser reversível. Parte dessas manchas são removidas com uma boa higiene bucal. “A escovação promove uma remoção mecânica destas manchas mais superficiais, que apenas estão aderidas ao biofilme na superfície do esmalte”, garante o dentista. Ele explica também que a estrutura dental possui pequenos poros por onde passam as moléculas de pigmentos escuros e, a partir disso, elas acabam penetrando na estrutura da dentina, gerando um amarelamento que só poderá ser removido utilizando a técnica do clareamento dental, e explica: “O clareamento não é um tratamento permanente, quanto maior o consumo de alimentos ricos em corantes, mais rápido será possível perceber um novo escurecimento dos dentes”.

Aparelhos ortodônticos e alimentos cromogênicos

Segundo Vinícius, os pacientes que utilizam aparelhos ortodônticos estéticos, com braquetes de cerâmica ou de safira não tem com o que se preocupar. As cerâmicas são materiais inertes e imunes ao manchamento, ou seja, não escurecem através de corantes da dieta e de nenhum outro fator, mas garante: “Já aqueles que utilizam aparelhos ortodônticos estéticos onde os braquetes são de resina, uma dieta rica em pigmentos pode sim acelerar o processo de escurecimentos dos braquetes de forma rápida”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista: Vinícius Barçal - Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 3979-7