Você sabia que alimentos crocantes e pegajosos representam um certo risco para quem está passando por um tratamento ortodôntico? Isso mesmo, esses pacientes devem evitar o consumo de uma boa lista de alimentos. Tudo isso por conta da possibilidade de que essas comidas provoquem uma força tão grande sobre os acessórios que consigam quebrar o aparelho ortodôntico - o que pode trazer prejuízos ao tratamento. Com os braquetes soltos existem os riscos de machucar a mucosa do paciente e também atrasar todo o tratamento. Para entender melhor como isso pode acontecer, conversamos com a cirurgiã-dentista Isrraela Moura.

Pacientes em tratamento ortodôntico devem evitar alguns alimentos

Aparelhos ortodônticos não quebram assim com tanta facilidade, mas uma das principais causas para isso é durante a alimentação. Basicamente, os alimentos muito duros e pegajosos são os principais inimigos de quem usa aparelho ortodôntico. Os alimentos pegajosos, principalmente balas, podem ficar presos nos acessórios do aparelho e atrapalhar todo o processo de higienização. Em relação aos alimentos crocantes, a profissional coloca na lista os seguintes:

  - Amendoim
  - Milho de pipoca
  - Balas durinhas
  - Biscoitos
  - Maçã

Para ela, não há necessidade de nunca mais comê-los, apenas ter uma atenção. “Alguns desses alimentos, de fato, devem ser evitados, mas outros são essenciais para nossa alimentação. Assim, o paciente pode continuar comendo, mas é importante que esse alimento seja fragmentado antes”, alerta a profissional. Frutas e legumes, por exemplo, são essenciais para a alimentação, mas recomenda-se que pacientes ortodônticos devam cortá-los antes do consumo para o bem da saúde bucal e do seu aparelho.

Alimentos crocantes podem quebrar o aparelho dentário

Você deve estar se perguntando: mas por que não posso mais comer pipoca durante as sessões de cinema? Todos as comidas listadas são capazes de forçar o aparelho ortodôntico durante a mastigação. Com essa força adicional, pode acontecer de o alimento fazer com que os braquetes ou outros acessórios do aparelho quebrem. Assim, o aparelho pode ficar solto pela mucosa do paciente.

Aparelho ortodôntico quebrado pode atrasar o tratamento

O principal risco de ter um aparelho ortodôntico quebrado é machucar a mucosa do paciente. “Existe a possibilidade do próprio aparelho gerar algum tipo de trauma na bochecha ou gengiva por estar solto”, alerta ela. Por isso, é muito importante que o paciente procure rapidamente o ortodontista responsável.

Uma outra complicação é o possível atraso do tratamento ortodôntico. No início de todo o procedimento e com as manutenções, os profissionais colocam uma certa força no aparelho e é ela que provoca a movimentação dentária, desentortando dentes, por exemplo. “Quando um braquete solta, essa força deixa de ser transmitida e o dente não se movimenta adequadamente podendo, em alguns casos, até voltar um pouco à sua posição original”, alerta. Por isso, a principal prevenção desse quadro é consumir os alimentos crocantes e pegajosos com uma maior atenção!

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Isrraela Moura Massena - Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 40985