O que a afta e o câncer de boca têm em comum? Seus sintomas. Apesar de os problemas bucais serem bem distintos e apresentarem diferentes graus de gravidade e riscos à saúde, ambos dão sinal de sua presença por meio de úlceras e bolinhas pela boca. Por isso, é normal se confundir achando que o problema é bem mais leve ou grave do que realmente é. Antes de acreditar no pior dos casos, é importante que o paciente avalie com cuidado essas lesões e procure suas diferenças. Pensando nisso, perguntamos a especialista em patologia bucal Liana França como diferenciar os sintomas da afta e do câncer de boca e quando procurar um profissional.

Afta e câncer de boca: quais são as diferenças nos sintomas?

A principal diferença entre os sintomas da doença está nas características das lesões. As úlceras da afta aparecem sem uma causa definida, mas algumas vezes podem ser provocadas. “Existem alguns fatores capazes de desencadear o aparecimento das lesões, como alterações imunológicas e hormonais e alimentos cítricos, como abacaxi e laranja”, comenta a especialista. Assim, podem surgir na língua, na gengiva e na mucosa da boca úlceras muito dolorosas, com um aspecto avermelhado e branco na erupção.

Já o aparecimento do câncer de boca está mais relacionado ao estilo de vida do paciente. “Principalmente ao uso de cigarro e álcool, além da infecção pelo HPV”, explica. Já o fumo e a má higiene bucal podem influenciar na progressão da doença. Para identificá-la, o paciente deve procurar por lesões vermelhas e brancas ulceradas. “A localização mais frequente do câncer na boca, com exceção do vermelhão dos lábios, é a língua, principalmente na borda lateral”, completa.

Lesões aftosas costumam cicatrizar de 7 a 10 dias

Basicamente, as úlceras são sintomas tanto das aftas quanto do câncer bucal. Uma das formas para diferenciar um quadro do outro e observar o tempo de cicatrização. A principal característica do câncer é que suas lesões não conseguem se cicatrizar por completo. “A recomendação do INCA é procurar um profissional de saúde, de preferência o estomatologista, quando uma lesão bucal não cicatrizar em 15 dias. Esse parâmetro é apenas um sinal amarelo de que alguma coisa errada está acontecendo na mucosa bucal”, diz Liana. Já as aftas podem demorar, normalmente, de 7 a 10 dias. Se as lesões não cicatrizarem depois desse tempo, a consulta ao profissional deve ser feita imediatamente. “Quanto mais precocemente fizer a descoberta do câncer, maior a chance de cura”, completa. Vale lembrar que nem toda lesão que não cicatriza no tempo médio é sinal do câncer, por isso, a consulta com um especialista é essencial.

O tratamento do câncer bucal e da afta são bem diferentes

Apesar de semelhantes no sintoma, o tratamento dos problemas bucais são bem diferentes. Se feito o diagnóstico propriamente, o profissional já pode passar para os procedimentos necessários para tratar a complicação. O câncer de boca precisa do acompanhamento de um especialista, enquanto o da afta pode ser feito em casa. “O tratamento do câncer bucal é cirúrgico e algumas vezes requer sessões de radioterapia, já o da afta é feito normalmente com medicamento à base de corticoides”, indica. Como a afta desaparece com o tempo, o que pode ser feito é diminuir o desconforto, utilizando anestésicos tópicos ou até mesmo o laser de baixa potência. Não se esqueça de perguntar ao seu dentista qual método é o melhor para você!

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Liana França Araújo - Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal
Niterói - RJ
CRO-RJ: 19174