Você já deve ter ouvido falar que a maior parte dos problemas bucais começam com a placa bacteriana que, quando acumulada entre os dentes, provoca uma série de lesões no elemento dentário e também na gengiva. O quadro de gengivite é o mais comum que acomete os tecidos moles e ele pode ser causado por diversos fatores, incluindo uma escovação errada. O dentista Paulo Gomes explicou como isso acontece e como se prevenir.

Você sabe o que causa a gengivite?

Pode começar com um inchaço ou incômodo nos tecidos moles da boca, a gengivite é caracterizada pela inflamação na gengiva do paciente. Outro sinal desse quadro são os sangramentos, que podem surgir enquanto o paciente está passando o fio dental, realizando a escovação ou até mesmo se alimentando. O acúmulo de placa bacteriana é uma das causas mais comuns dessa doença. Assim como destaca o profissional da área, outros possíveis motivos para a gengivite são a má escovação, fumo, diabetes, dentes apinhados e desregulação hormonal, como pode acontecer durante a puberdade e gravidez.

É verdade que a escovação errada pode causar gengivite?

De acordo com Paulo, escovar os dentes incorretamente pode sim ser uma das causas da gengivite. “A escovação errada não remove suficientemente a placa bacteriana, que produz toxinas que irritam o tecido gengival, gerando a inflamação na gengiva”, explica ele. Além disso, caso o paciente não corrija esse hábito diário, os problemas bucais podem se agravar. A evolução da gengivite, quando não tratada corretamente, pode gerar um quadro de periodontite severa. E esses casos podem apresentar, consequentemente, a perda de elementos dentários.

Faça a limpeza bucal corretamente e fique longe da gengivite

Você pode sim driblar os quadros de gengivite, conforme reforça o dentista. “Mantendo a escovação de forma correta, uso do fio dental, boa alimentação, não fumar e ir ao dentista regularmente”. As consultas regulares fazem toda a diferença para a sua saúde bucal, pois conseguem prevenir e dar início imediato aos tratamentos necessários. Para ficar de olho nos cuidados diários, o profissional trouxe orientações de como deve ser realizada a escovação correta:

- O primeiro cuidado é escolher uma escova de dentes com cerdas macias;
- Encoste as cerdas da escova na região entre a gengiva e os dentes fazendo o gesto corretamente. “Movimentos circulares e verticais da gengiva para fora e movimentos de vai e vem nas faces oclusais”, explica ele;
- Repita o movimento em cada quadrante da boca por cerca de 30 segundos.
A dica é fazer a limpeza com calma e atenção durante os movimentos, para não provocar machucados na sua cavidade bucal. “Esse procedimento também deve ser feito na parte de dentro dos dentes”, completa Paulo. Por fim, não deixe de higienizar a língua. A escovação dessa parte também deve ser feita com movimentos de trás para frente.

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Paulo Sérgio Gomes - Especialista em Implantodontia
São Paulo - SP
CRO-SP: 102187