Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
17.07.2018

A cárie oculta também causa dor? Como descobrir o problema?

Expert

Katyuscia Lurentt

Katyuscia Lurentt

CRO-RJ: 31787

Especializada no tratamento de malformações da face e cirurgia ortognática, é pós-graduada em cirurgia bucomaxilar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atuou como professora de Cirurgia Oral na UFRJ e é membro do Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Adventista Silvestre, além de vice-presidente da ONG Nova Chance, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Fez parte da equipe fixa do Guyana Adventist Hospital, Guyana, pelo período de um ano. Hoje, participa de projetos sociais no Rio de Janeiro.

Começar a sentir uma dor nos dentes faz com que logo os pacientes concluam que estão com cárie. A doença bucal é uma das mais comuns e pode acometer pacientes de diferentes idades. Contudo, é possível que um belo dia você vá ao consultório do dentista para uma consulta de rotina e descobre que está com cáries. Você estranha a situação, já que nunca sequer sentiu alguma dor. Como isso é possível? Acontece que esse é um caso de cárie oculta, que consegue se manter escondida na sua cavidade bucal, o que dificuldade a percepção de sua presença e tratamento precoce. O Sorrisologia conversou com a dentista Katyuscia Lurentt para entender mais sobre cárie oculta.

A cárie oculta não é detectada a olho nu

As lesões de cárie são comumente relacionadas aos pontinhos pretos nos dentes. No entanto, não é isso que acontece quando ela é oculta, já que não é possível detectá-la a olho nu. Além disso, o problema não apresenta dor como um de seus sintomas. Assim como explica a profissional, as lesões de cárie oculta ultrapassam o esmalte dental e afetam a dentina, fazendo com que as bactérias instaladas se espalhem rapidamente. Essa característica faz com que, na maioria das vezes, o quadro seja descoberto já em um estágio mais avançado, o que pode ser extremamente perigoso. “O esmalte dental está aparentemente saudável, mas na verdade está desmineralizado por dentro”, explica ela.

Saiba como descobrir a cárie oculta

O aparecimento da cárie oculta pode ser influenciado por alguns fatores, como a ingestão de alimentos muito açucarados, defeitos estruturais no dente e o uso de fluoretos que fortalecem somente o esmalte dentário, não a dentina. De acordo com Katyuscia, o quadro é descoberto através de exames radiográficos e avaliação do dentista. “São feitos exames de radiografia interproximal ou uso de câmeras e aparelhos intraorais para um diagnóstico de imagem”, esclarece a odontologista. Assim, a cárie oculta é diagnosticada e é possível saber sua localização exata. Viu como é importante manter as visitas regulares ao consultório?

Fique atento aos cuidados e tratamento da cárie oculta

Para solucionar os quadros de cárie oculta o tratamento indicado é o mesmo que para as cáries normais. Ou seja, com a ajuda da restauração dentária, um simples procedimento, é possível recuperar as funções e formas do dente cariado. “Para os casos mais avançados o indicado é o tratamento de canal ou a extração do dente”, recomenda a dentista.

E a melhor indicação para ficar longe das cáries é através da prevenção. As dicas são mudar seus hábitos alimentares, evitando o açúcar refinado; fazer uma higiene bucal correta e diária, com uso de flúor sob recomendação específica pelo odontologista. Por fim, esteja sempre em dia com as visitas regulares ao consultório para acompanhar sua saúde bucal e, no caso de problemas, ter um diagnóstico precoce, o que evita maiores complicações.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Katyuscia Lurentt - Especializada em malformações da face e cirurgia ortognática e pós-graduada em cirurgia bucomaxilar
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 31787

Mais Matérias: Cárie
Leite materno pode causar cárie nos dentes de leite? Profissional esclarece o assunto
Cárie
Leite materno pode causar cárie nos dentes de leite? Profissional esclarece o assunto
Os dentes de leite são grandes alvos da cárie dentária. Isso porque muitos os bebês e...
com a participação de:
Larissa Neves
CRO-SP: 136327
Buraco no dente pode ser cárie? Entenda os motivos dessa abertura e os riscos para a saúde bucal
Cárie
Buraco no dente pode ser cárie? Entenda os motivos dessa abertura e os riscos para a saúde bucal
Não é novidade para ninguém que a cárie pode trazer uma série de prejuízos à sua saúde bucal. Entre os mais comuns, estão a dor e a sensibilidade, que podem ser percebidas logo no estágio inicial da doença resultando em bastante desconforto. Mas será que a cárie...
Dor de dente, boca seca: 5 problemas bucais comuns durante o inverno
Cárie
Dor de dente, boca seca: 5 problemas bucais comuns durante o inverno
O clima frio e seco são os primeiros anúncios da chegada do inverno. Além de ser a estação mais preguiçosa do ano, a temporada também é famosa por várias queixas dos pacientes odontológicos. Não é à toa que você costuma reclamar de dor de dente que antes...
Carie profunda precisa de tratamento de canal? Descubra como tratar o problema
Cárie
Carie profunda precisa de tratamento de canal? Descubra como tratar o problema
A cárie é, sem dúvidas, um dos problema bucais mais comuns no consultório...
com a participação de:
Vanessa Pires
CRO-RJ: 28875
5 doenças bucais que podem ter relação com a sua saúde mental: cárie, periodontite e várias outras!
Cárie
5 doenças bucais que podem ter relação com a sua saúde mental: cárie, periodontite e várias...
O sistema nervoso está interligado com todo nosso organismo, até mesmo com a nossa saúde bucal. Se você está sofrendo com problemas de ansiedade, depressão ou outras questões emocionais, muito provavelmente também vai ter complicações bucais por consequência disso. Para entender...
Cárie na terceira idade: é comum? Como prevenir? Quais os melhores tratamentos para os idosos?
Cárie
Cárie na terceira idade: é comum? Como prevenir? Quais os melhores tratamentos para os...
Engana-se quem acredita que a cárie só aparece em crianças. Com poucos fatores, os idosos...
com a participação de:
Basilio Pires de Figueiredo Filho
CRO-RJ: 5859