De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) cerca de 60 a 90% das crianças em idade escolar sofrem de cáries dentárias. Muita coisa, não é? A doença é uma das mais comuns no mundo todo e que também atinge muitos pacientes na fase adulta. Ela é desenvolvida a partir dos restos de comida que ficam na nossa boca. Para que ela se instale, basta falta de higiene bucal ou uma higiene inadequada. O surgimento de cavidade nos dentes é a consequência mais conhecida desse quadro. Mas você sabia que além disso, a cárie também pode provocar o mau hálito? A dentista Luciane Franco Kraul explicou para o Sorrisologia o motivo disso acontecer, e ainda listou os principais sintomas dessa doença!

Quais fatores influenciam o aparecimento da cárie?

A cárie é uma das principais doenças bucais que acontece em pessoas das mais diferentes idades. A falta de uma higiene bucal adequada e de uma alimentação equilibrada podem resultar nesse quadro. Segundo Luciane, a má escovação dos dentes e a alimentação rica em doces são a causa mais comum do surgimento dela. “Problemas gástricos como refluxo também colaboram para o surgimento de cáries, mas em menor incidência”, diz ela.

Relação cárie e mau hálito

A cárie dentária nada mais é do que um processo gerado pela ação de bactérias presentes na nossa boca, que se apropriam de restos de alimentos deixados nela e os transformam em ácidos. “Quando ocorre a cárie, o mau hálito pode acontecer por causa da quantidade de bactéria e restos alimentares e da fermentação dessas bactérias”, esclarece a profissional.

Além do mau hálito, a cárie pode apresentar outros sintomas, desde dor até a quebra do dente acometido. Em outros casos, até mesmo passar despercebida, sem apresentar nenhum sinal aparente. “A dor ocorre quando ela está em estágio avançado, e com o aumento do tamanho da cárie temos a fragilidade do mesmo, ocasionando a quebra do dente”, explica ela. Além disso, com essa doença pode surgir a cavitação, que é um “buraco” que se forma no elemento dentário.

Fique longe da cárie e do mau hálito!

A boa notícia é que se prevenir contra esse quadro é muito simples: basta caprichar na higiene bucal, com uma boa escovação toda vez que se alimentar, e cuidar na alimentação, evitando exagerar nos doces e carboidratos.

Caso você esteja com mau hálito decorrente da cárie, ela precisa ser tratada para evitar esse incômodo. No entanto, esse odor também pode ter outras causas, e nesses casos o tratamento deve ser feito separadamente. “A falta de escovação da língua causa muito mau hálito, ou ele também pode ter origem estomacal”, explica Luciane.

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Luciane Franco Kraul - Especialista em ortodontia

Jardim América – SP

CRO-SP: 81340