Ombros tensionados, pés cruzados, mãos suadas e olhos inquietos, observando tudo o que tem ao redor. Pois é, não é difícil identificar uma pessoa que tenha medo de dentista. Na sala de espera ela já demonstra o pavor, pois o corpo fala por si só. Pode parecer engraçado, mas é uma situação bem séria que impede muitas pessoas de cuidarem da sua saúde bucal gerando diversos problemas. Mas é preciso vencer toda essa preocupação e entender que seu dentista só quer ajudar. Você tem muito a ganhar em cada consulta!

Seja determinado

O problema não é resolvido com mágica. Adiar também não é legal. Por isso, você tem que determinar para si mesmo que quer e vai perder esse medo. Em alguns casos mais complexos a ajuda de um psicólogo pode ser muito importante.

Ir ao dentista é um momento de saúde dos dentes. Quanto à dor, ela só é sentida se você deixar a saúde bucal de lado e não tomar medidas preventivas. A odontologia está cada vez mais avançando em procedimentos que proporcionam maior conforto para seus pacientes. Muitas técnicas são realizadas com anestesia local, ou seja, não há motivos para pânico.

Descubra o que te preocupa

É preciso entender o que você tanto teme. Essa preocupação é real ou gerada pelo que você ouve falar? Antes de partir para a consulta descubra esses motivos. Pode ser um trauma de infância, pavor do barulho do tão temido motorzinho ou de sentir dor durante a consulta. Será através destes sinais que o problema começa a ser resolvido. Converse com amigos ou parentes que lhe deixam seguro, eles podem ajudar muito.

Escolha o dentista ideal

Pessoas que têm essa preocupação com dentistas, normalmente, não possuem um profissional de confiança. Faça uma pesquisa para encontrar este parceiro que cuidará para sempre da sua boca. A melhor maneira de encontrar um bom profissional é por indicações de amigos e familiares. Essas pessoas costumam visitar profissionais que as deixem à vontade e seguras. Tente marcar algumas consultas com, pelo menos, três dentistas. Conhecer alguns profissionais diferentes e discutir sua saúde bucal e seus medos pode ajudar a ganhar mais confiança, facilitando na escolha.

Confira o passo a passo:

1- Determinação. O primeiro passo é decidir que você quer perder esse medo para cuidar melhor da saúde dos seus dentes.

2. Converse com amigos e familiares sobre a indicação de um bom dentista. Visite ao menos 3 profissionais diferentes para tomar uma decisão mais confiante.

3. Leve um amigo com você. Isso mesmo! As primeiras consultas podem ser feitas com alguém que você confia e que te ajude a se distrair na sala de espera, tirando a ansiedade e trazendo mais alívio.

4. Deixe a primeira consulta para conversar. Confesse seus medos e inseguranças. Isso até ajuda o profissional a lidar com a situação e oferecer um tratamento diferenciado.

5 - Tire todas as dúvidas. Você não precisa entender do assunto e seu dentista está lá para isso. Peça que ele explique sobre todos os tratamentos, tempo de duração e demais procedimentos.

6- Antes de começar, combine com o dentista alguns sinais como levantar a mão, caso você sinta dor ou algum desconforto.

7- Ao sentar na cadeira do consultório, pratique um exercício de respiração para acalmar seus nervos. Fechar os olhos também ajuda.

8 - O problema é o barulho do motorzinho? Leve seu aparelho eletrônico com suas músicas preferidas para ouvir durante a consulta.

9- Ao sair da consulta vá comemorar sua superação indo ao cinema ou almoçando em algum lugar bacana. Além de ser um ótimo programa, pode ajudar a associar as consultas com recompensas em vez do medo.