Quando o assunto é saúde bucal, o mau hálito é um dos problemas mais comuns. Caracterizada pela alteração no odor do ar expirado pela boca, a halitose é sinônimo de que algo não está bem no seu organismo, mas, isso não significa que tenha relação com o seu estômago. Acontece que alguns hábitos diários também podem causar o cheiro incômodo na boca. Pensando nisso, o Sorrisologia separou algumas atitudes do nosso dia a dia que podem prejudicar o seu hálito. Aproveite para ficar de olho e rever sua rotina!

1. Fazer jejum intermitente com frequência

O jejum intermitente é um dos métodos de emagrecimento mais famosos do momento. Ainda assim, poucas pessoas sabem que um dos efeitos colaterais do processo é o mau hálito. Isso porque, na ausência de alimentos, o nosso organismo busca outras fontes de energia e seleciona moléculas de oxaloacetato e ácidos graxos para queimar, resultando nos corpos cetônicos que causam o mau hálito. Por isso, é fundamental manter a higiene bucal em dia para amenizar o incômodo.

2. Consumo de alimentos ácidos em excesso

Alguns alimentos também podem ser responsáveis pelo mau hálito. É o caso dos alimentos ácidos, como feijão preto, atum, frango e azeite. Eles causam mais descamação da mucosa bucal que, depositada sobre a língua, forma a saburra lingual - camada esbranquiçada que fixa na superfície da língua - que é uma das causas mais frequentes da halitose. Refrigerantes também lideram a lista de produtos que provocam essas alterações na boca.

3. Não escovar a língua diariamente

Durante a higiene bucal, você lembra de escovar a língua da maneira correta? Além dos dentes e da gengiva, a placa bacteriana também se acumula nessa região da boca e, quando não a limpamos, resulta no mau hálito. Por isso, não esqueça: a limpeza da boca também deve incluir os tecidos moles, como o céu da boca e a língua. Nesse caso, você pode higienizar a região com a própria escova de dentes ou um raspador lingual, fazendo movimentos leves e suaves de cima para baixo.

4. Beber pouca água

A água é muito importante para a saúde e o bom funcionamento do nosso corpo, inclusive da boca. Além de manter os níveis corretos dos minerais, ela estimula na produção de saliva, que é responsável pela eliminação de bactérias e na prevenção de mau hálito e cáries. Para que a saliva esteja presente na quantidade ideal, o ideal é consumir água cerca de 2 litros de água por dia.

5. Fumar e ingerir bebidas alcoólicas

Você provavelmente já ouviu falar que o cigarro causa mau hálito, certo? Pois bem, é verdade: o fumo resseca a mucosa bucal, e somado a falta de higienização bucal e a diminuição do fluxo salivar, acarreta a proliferação de bactérias na boca e o mau hálito. Além disso, fumar traz uma série de outros riscos a sua saúde bucal, como o câncer bucal. Por isso, vale repensar sobre o assunto e decidir parar de fumar é sempre uma boa ideia.

6. Não usar fio dental durante a rotina de cuidados com os dentes

Ainda que a escova de dentes seja vista como o principal item para a higiene bucal, ela não está sozinha nesse processo. Acredite: o fio dental também faz toda a diferença na sua rotina de cuidados. Não usar o acessório pode acarretar no acúmulo de bactérias nos dentes e, consequentemente, no mau hálito e na inflamação das gengivas. Por isso, após escovar os dentes, é fundamental que você faça o uso correto do fio dental.