Você sabia que há 100 anos atrás não existiam tratamentos para cáries? Ainda bem que, de lá para cá, já foram inventadas diferentes técnicas para cuidar do problema e aliviar a dor que ele traz. Se você faz parte do time que tem pavor ao barulho do motorzinho, vai ficar feliz em descobrir que hoje existem opções que passam bem longe dele! A cirurgiã-dentista Thalita Costa nos contou um pouco mais sobre os avanços nessa área da saúde bucal. Confira!

1. Cuidados ainda na infância são a melhor prevenção para cáries

A sabedoria popular diz que a prevenção é o melhor remédio - e não é diferente no caso das cáries! Existem diferentes opções para deixar a saúde bucal dos pequenos em dia. “A odontopediatria conta com vários recursos inovadores para o tratamento para a cárie. Nos estágios iniciais, o flúor em gel ou verniz tópico fluoretado são tratamentos de choque, em que ocorre uma paralisação da desmineralização inicial, associado a escovação caseira”, diz Thalita. “Além disso, o diamino fluoreto de prata tem ação cariostática especialmente em crianças com defeito de esmalte, devido à sua segurança, viabilidade e eficácia”.

2. Tratamento restaurador e gel papacárie

Para quem só começou a buscar tratamentos para cáries um pouco mais tarde, a Dra. Thalita também traz mais novidades nesse campo. “Para cavidades abertas, o tratamento restaurador atraumático é indicado com a utilização de curetas de dentina, removendo toda a lama infectada”, explica. “O gel papacárie também é utilizado em casos específicos, deixando o produto agir por alguns minutos e removendo cuidadosamente. Entretanto, ela lembra que para essa opção, ainda há a opção de combinar o tratamento com o uso de brocas.

3. Experimentos com jatos de plasma frio contra cáries

As pesquisas na área de Odontologia também seguem a todo vapor quando o assunto é cáries. Você já ouviu falar em plasma frio? Thalita conta que cientistas alemães têm testado jatos dessa substância para destruir as bactérias relacionadas às cavidades e remover a parte da dentina que foi afetada.

4. Tratamentos a laser para cáries

A odontologia também tem aproveitado os benefícios do laser, especialmente para trazer mais soluções para quem lida com as cáries. Algumas vantagens incluem mais precisão, rapidez e menor dor durante os procedimentos. “O laser de pulso ultracurto remove apenas o tecido dentário, com cortes de até 2 micrômetros, sem afetar a subsuperfície”, exemplifica Thalita. “Possibilita um atendimento com menos dor e, em 90% dos casos, é realizado sem anestesias”.

5. Soluções à base de polifenóis

Técnicas mais recentes para tratar as cáries foram inspiradas em compostos naturais, como os extratos de diferentes frutas e sementes, e tem se tornado cada vez mais populares dentro da comunidade científica. “Observam-se evidências de que extratos vegetais ricos em polifenóis, encontrados em semente de uva, cranberries, de chá verde e castanhas, podem melhorar as propriedades mecânicas da dentina, o que tem despertado interesse em diversas aplicações clínicas”, conta Thalita.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Thalita Costa - Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro-RJ
CRO-SP: 113895