Desde que você sentiu aquele primeiro choque nos dentes sua vida nunca mais foi a mesma. A sensibilidade dentária é aquela dor estimulada na presença de alguns alimentos, que podem estar muito gelados, muito quentes, ácidos ou doces, ou seja, quase tudo que você come diariamente. No dia a dia, você sabe como é quase impossível se privar de certas comidas, não é verdade?

O problema surge devido a uma retração gengival, que muito provavelmente foi desenvolvida pelo desgaste do esmalte dentário ou por uma escovação muito forte. “O quadro pode ser potencializado pelo uso de escovas dentais com cerdas duras”, alerta o dentista Claudio Heliomar. Independentemente de como surgiu, a verdade é que você não aguenta mais esse caos na sua vida e, por mais breve que seja a dor, ela é o suficiente para tirar o seu prazer de comer bem. Se você tem o problema vai se identificar com essas situações.

1 - “Vai um chocolatinho aí?”

Não bastasse ter sensibilidade dentária, você ainda desenvolveu o problema semanas antes da Páscoa. Todo aquele seu planejamento de abrir mão da dieta por um dia foi por água abaixo, não apenas pela questão das calorias, mas porque agora seus dentes estão sensíveis e qualquer contato com doce já te faz desanimar. A saída é dar seus chocolates pro seu irmão caçula ou guardar tudo para comer quando o problema for sanado.

2 - “Gelo? Não, obrigado!”

Aquele dia bem quente e exaustivo já estava te desidratando. Daí apareceu alguém te oferecendo uma água e, claro, você aceitou na hora. No entanto, aquele sorriso enorme de gratidão no seu rosto logo foi sumindo quando você viu a pessoa se aproximando com um copão d’água cheio de gelo. Você nem quis ser indelicado, mas já sentiu a dor antes mesmo de pegar no copo.

3 - “Eu nem gosto de café mesmo”

No fundo você ama café. Um dia sem o líquido preto é um dia perdido. No trabalho, você sabe que ele é essencial para te manter acordado e ligado nos seus afazeres. Mas recentemente seus amigos da copa têm sentido sua falta, afinal, você não tem aparecido para pegar aquele cafézinho e bater um papo rápido com o pessoal. O motivo: alimentos quentes também causam estímulos que atingem o nervo e provocam a dor.

4 - Acidez também é um problema

Você foi num almoço de família e sua tia já te recebeu dizendo que preparou aquele molho vinagrete que você adora. Em seguida, um primo lhe ofereceu um copo de refrigerante. Não demorou muito e sua avó disse que tem salada de frutas para sobremesa, com bastante abacaxi e laranja. Nesse momento você resolveu abrir um jejum porque só de imaginar toda essa acidez em contato com seus dentes você até perde a fome.

É possível dar um fim na sensibilidade dentária

As situações podem parecer bem cômicas, mas não deixam de ser reais. Quem tem sensibilidade dentária acaba se privando de um dos maiores prazeres da vida. A boa notícia é que você não precisa conviver com ela pra sempre, pois existe tratamento. Consulte seu dentista para esclarecer suas dúvidas, dessa forma, ele vai avaliar o agente causador da sua sensibilidade e indicar a solução adequada, que varia de paciente para paciente. Além disso, algumas mudanças feitas por você mesmo no dia a dia podem contribuir para minimizar o problema. Cláudio indica o uso de escovas com cerdas macias, cremes dentais fluoretados e uma escovação leve, sem usar a força. Assim, você recupera a saúde do seu sorriso e o prazer de comer bem.