Uma questão muito comum entre os pais de primeira viagem é quando acontece o nascimento dos primeiros dentinhos do bebê. Segundo a odontopediatra Simone Bastos, esse processo pode começar a partir do seis meses de vida da criança, e os primeiros dentes a irromper são os incisivos centrais inferiores. Choro, saliva e mordidas são alguns fatores que fazem parte desse momento, no qual muitas outras dúvidas também surgem. O Sorrisologia tirou as principais delas com a profissional!

1) É normal babar mais durante o nascimento dos primeiros dentes?

Todo mundo sabe que bebês babam com maior frequência, e isso é normal. Inclusive essa situação pode acabar irritando a pele ao redor da boca, por isso é importante deixá-lo sequinho. Mas será que durante o nascimento dos primeiros dentes essa salivação se intensifica? Segundo a profissional, isso acontece e se deve ao fato de coincidir o nascimento dos dentes com a maturação das glândulas salivares. ”Ou seja, não é um sintoma, mas é um sinal que pode indicar que o nascimento dos dentes está próximo”, explica ela.

2) Nascimento dos primeiros dentinhos é sinônimo de dor?

Outra questão muito comum é em relação a dor durante o nascimento dos dentes. “O rompimento dos dentinhos pode causar dor e desconforto, o que pode ser irritante para o bebê”, diz a profissional. Mas calma! Existem formas de aliviar essa situação. Uma opção é oferecer mordedores gelados ou com texturas para aliviar a coceira e a dor. Além disso, massagem na gengiva, com dedeiras ou com o dedo envolvido em uma gaze ou fralda limpa, também acalma o bebê. “Também costumo recomendar o chá de camomila, pode umedecer uma gaze com o chá gelado e massagear a gengiva do bebê, coçando suavemente”, indica ela. Fora isso, medicamentos para dor só podem ser usados caso sejam recomendados pelo médico ou odontopediatra!

3) Febre e diarreia podem ser sintomas do nascimento dos dentes?

Outros quadros também podem ser comumente associados ao nascimento da primeira dentição. Mas será que febre e diarreia realmente podem ser causadas por esse processo? “A irrupção dos dentes pode causar desconforto e irritação, mas não febre alta, com temperatura maior que 38ºC”, alerta Simone. Ela explica que o início da dentição acontece na mesma fase em que as crianças começam a pegar objetos com as mãos e colocar na boca, o que pode levar a infecções e, aí sim, à febre. Portanto, é preciso ter atenção!

“As infecções por vírus e bactérias, adquiridas nessa idade, em que a criança ainda não está com a imunidade totalmente fortalecida, podem levar a outro sintoma comumente relacionado à dentição: a diarreia”, esclarece. Além disso, também é por volta dessa faixa etária que os bebês deixam de tomar o leite materno e passam a ter alimentos sólidos incluídos na dieta. “Enquanto o sistema digestivo se adapta, pode haver alterações na consistência e na regularidade das fezes.”

4) Como limpar os primeiros dentes do bebê?

É muito importante começar a cuidar da boca do bebê logo após o nascimento dos primeiros dentinhos. Isso é essencial para evitar a cárie precoce de infância. “Depois dos primeiros dentes do bebê nascerem e até ele completar 1 ano de idade, é aconselhado escovar os dentes com uma escova de dentes própria para a idade, que deve ser macia, com a cabeça pequena e com um punho grande”, indica ela. A partir do nascimento da primeira dentição também já costuma ser indicada a utilização de creme dental com flúor. Mas é essencial que se procure a orientação de um odontopediatra para tirar todas as dúvidas e pegar as orientações necessárias para esse momento!