Você é daquelas pessoas que todas as canetas têm a tampa mordida? O hábito é muito comum, principalmente para diminuir a tensão. Ou quem sabe, a praticidade de abrir o sachê de catchup com os dentes para você já virou parte da rotina. A boca acaba sendo usada para além da ações básicas. No entanto, as práticas podem estar prejudicando sua saúde bucal. O dentista Djalma Faria veio trazer mais explicações sobre o assunto. Conheça as consequências e como se cuidar!

Entenda o perigo de usar os dentes para abrir ou morder objetos

Cada parte do corpo tem sua função principal. Por isso, quando colocamos a boca para mastigar objetos ou abrí-los, é comum acontecer acidentes. “Ao abrir objetos com os dentes, há grandes chances de fissura-los ou quebrá-los, além de desgastar o seu esmalte”, alerta o profissional. Já no caso de morder objetos pode causar um quadro erosão dentária ou um desgaste irregular, além do risco de machucar a gengiva ou os lábios. É melhor repensar sobre esses hábitos.

Quais problemas bucais esses hábitos podem causar?

A mastigação correta é o primeiro passo para uma boa digestão, além de beneficiar toda a saúde dos dentes. Por isso, os componentes bucais são focados para essa tarefa, desde os dentes até a língua. E aí está o perigo de morder tampas de canetas ou abrir garrafas com os dentes. Segundo o especialista, esses hábitos podem provocar problemas ortodônticos, como mordida aberta anterior, e também fraturas de coroas, sendo necessário reconstruir os dentes. Em grande parte dos casos, é necessário fazer um tratamento endodôntico prévio.“Além disso, podem causar distúrbios articulares - com dores na região do ouvido que podem até ocasionar desequilíbrio da coluna vertebral”, alerta Djalma. E ainda, sua saúde bucal fica prejudicada pelo contato das bactérias presentes nos objetos que ficam em contato direto com a mucosa.

Veja como o dentista pode ajudar!

Acontece que não tem jeito, de acordo com o profissional, a principal dica é que o paciente elimine o hábito o quanto antes. “Em outras ocasiões, procurar ajuda com profissionais especializados, como psicólogos e terapeutas”, completa ele. O papel do dentista está em alertar sobre os problemas que esses hábitos causam para a estrutura bucal. Ele pode avaliar o quadro e ver a confecção de aparelhos como uma possível solução. Os itens podem contribuir para a remoção dos hábitos, como as placas impedidoras que são usadas na ortopedia preventiva.