Produto Relacionado:
Creme Dental Oral-B® Pro Saúde Clinical Protection
Creme Dental Oral-B® Pro Saúde Clinical Protection
Compre aqui

O dia de trabalho é corrido, agitado e às vezes muito cansativo. Quando você chega em casa ainda há muito o que fazer e sua rotina se torna ainda mais longa. Mais cedo ou mais tarde isso reflete no seu corpo e na sua vida, como dores de cabeça constantes, estresse e sérias tensões pelo corpo, nas articulações temporomandibulares (ATM), no maxilar ou em outros locais que afetam os músculos da face. Para se livrar de todo esse peso, a massoterapeuta Angela Cristina vai ensinar técnicas capazes de acabar com o incômodo e trazer o alívio de volta.

A alimentação pode ser uma forte aliada ao relaxamento

Quando mastigamos qualquer refeição estamos alongando a boca. O simples movimento de abre e fecha se torna um relaxamento para os músculos e articulações da região. A massoterapeuta indica uma técnica. “Podemos usar bastonetes de cenoura crua e mastigar com os dentes molar e pré-molar. Com esse exercício é possível sentir a tensão da mandíbula dissolver. A técnica pode ser feita de 2 a 3 vezes por dia dependendo da necessidade”. A cenoura ainda é um dos alimentos detergentes capazes de limpar superficialmente o seu sorriso, produzindo uma quantidade maior de saliva quando é mastigada.

Uma automassagem na mandíbula é o que você precisa

É tão bom ganhar uma massagem, ainda mais naqueles momentos que é preciso relaxar ou aliviar dores de pontos tensionados. Com a orientações de um profissional, você mesmo pode colocar em prática. “Usando os dois dedos, anelar e médio, no sentido horário, abrindo e fechando a mandíbula devagar e espalhando a tensão no sentido auricular", explica. Repetindo os movimentos até 3 vezes por dia é possível sentir a diferença de um maxilar mais solto.

Dor no maxilar nem sempre é uma disfunção da ATM

Quando sentimos aquela dorzinha no maxilar, é comum associarmos com uma disfunção temporomandibulares (DTM), mas Angela afirma que esse nem sempre é o problema. “Pode ser um pinçamento escapular, que acontece quando movimentos involuntários pinçam o tecido fibroso da escápula, um osso localizado nas costas, ou até mesmo, uma tensão na occipital, um osso localizado na parte traseira e inferior do crânio.” Para que a raiz do problema seja identificada, é preciso o diagnóstico do dentista e, dependendo do caso, a opção de tratamento precisa ser aliada a outros profissionais, como o fisioterapeuta e o próprio massoterapeuta.

Alongamentos para aliviar tensões que causam dores no maxilar

Nos casos em que a dor no maxilar é culpa de uma tensão em áreas adjacentes, a profissional indica trabalhar com a massagem e a cinesioterapia, que é o alongamento nas partes envolvidas, como o pescoço, trapézio e escápula. "O alongamento em si pode ser feito pelo próprio paciente, porém, a parte de cinesio e massagem precisam ser feitas com um profissional da área, ou seja, um massoterapeuta ou um fisioterapeuta.”

Alongue-se e mande embora toda a tensão

Para soltar os músculos tensionados que causam dores na região do maxilar, Angela explica alguns exercícios de alongamento fáceis de serem feitos e que podem acabar com os incômodos na mesma hora. Basta respirar, relaxar e praticar:

- Puxar a cabeça lateralmente, segurando a respiração, contando até 10 e soltar. Repetir a mesma sequência do outro lado.

- Puxar, com as mãos, a nuca até a altura do peito, respirando, contando até 10 e soltando o ar em seguida.

- Tentar encostar a nuca nas costas até onde puder, puxando o ar, contando até 10 e soltar a respiração.

- Movimentar vagarosamente o pescoço no sentido horário e anti-horário;

- Trabalhando a escápula: puxar o braço com o antebraço no sentido lateral, segurando ar, contando até 10 e soltar a respiração. Fazer o mesmo com o outro lado.