O esmalte dentário é uma proteção e tanta para o sorriso. Ele é um tecido mineralizado que resguarda a dentina de muitas complicações bucais, como a sensibilidade dentária. "Caracterizada por uma dor aguda de intensidade variável e curta duração, desencadeada por estímulos e incentivos táteis, térmicos, evaporativos ou hidrogeniônicos", explica o Doutor em Dentística Claudio Heliomar. Esse problema pode acontecer devido a uma série de fatores, inclusive o mau uso da escova de dentes.

Como uma escova de dentes pode causar sensibilidade?

A escova de dentes é importante para uma higiene bucal saudável e segura. Porém, a escova sozinha não garante o sucesso da limpeza. A forma como ela é usada faz toda a diferença, ou seja, os movimentos feitos pelo paciente durante a escovação refletem na saúde dos seus dentes. Se todo exercício for praticado de forma brusca e pressionada, pode ocasionar a sensibilidade dentária. "Este problema pode surgir pelo desgaste do esmalte e exposição da dentina, ocasionada por uma escovação incorreta, com emprego de uma força de escovação elevada, podendo ser potencializada pelo uso de escovas dentais com cerdas duras", destaca Claudio Heliomar.

Pratique uma escovação melhor

"Todo esse desgaste mecânico do esmalte, com exposição da dentina, é chamado de abrasão", afirma o Prof. Claudio Heliomar. Atitudes simples durante a limpeza dos dentes podem ajudar a prevenir esta perda de estrutura dentária. Basta ficar atento. "Uma correta higiene bucal deve ser feita com o uso do fio dental e  com escova de cerdas macias e cabeça pequena. Praticando movimentos circulares massageadores da gengiva (sentido gengiva e dente) e vaivém nas superfícies oclusais (áreas de mastigação dos dentes posteriores)”.

Troque de escova e fique longe deste problema

Para potencializar os efeitos da sua escovação, não se esqueça de trocar essa ferramenta a cada 3 meses ou até antes deste tempo. "Desde que você perceba que os tufos de cerdas estejam abertos (cerdas esgaçadas), o que pode ser também um indicativo que sua força de escovação está elevada", explica Doutor Cláudio. O especialista revela uma dica na hora de escolher. "Caso sua escova seja de cerdas duras, trocar por uma de cerdas macias pode ajudar a prevenir tal situação". Existem vários tipos de escovas dentais com cores e modelos variados, desde as tradicionais com cerdas médias ou macias, até as mais tecnológicas, com sistema de amortecimento de força, cabos flexíveis manuais e elétricas. Para não haver nenhuma dúvida no momento da compra, peça ajuda do seu Cirurgião-dentista. Só ele é capaz de indicar a melhor escova para cada tipo de sorriso.

Seu dentista também pode ajudar

Uma visita ao consultório do dentista sempre é a melhor opção. Lá você tem a possibilidade de receber o diagnóstico real da doença e os métodos mais adequados para o tratamento. No caso da sensibilidade, algumas dicas podem ser adotadas. "Uso de escovas maciais, cremes dentais fluoretados e pouco abrasivos, associados a uma escovação dentária correta”, conclui. Evitar a ingestão de comidas e bebidas ácidas, também previnem a perda do esmalte. Simples, né? Dar aquele sorrisão sem sentir dor é muito melhor.