Podemos enxergar o corpo humano como uma grande máquina. Cada órgão é uma engrenamento essencial, cada etapa depende do bom funcionamento de outra e, qualquer pequeno problema, afeta as atividades do todo. Dessa maneira, não é difícil compreender que sua saúde bucal está relacionada com o corpo em geral. Por isso, determinados descuidos com a higiene dessa área podem sim resultar em problemas em outras. Para explicar sobre esse assunto, a dentista Liana França trouxe esclarecimento sobre essa ligação entre a saúde bucal e geral.

A importância da saúde bucal

Cuidar do corpo é uma tarefa diária. Além de manter uma alimentação balanceada e praticar uma atividade física regular, é preciso prestar atenção em outros cuidados, como a higiene bucal. Através da escovação correta, com ajuda do creme dental e uso do fio dental para completar, o paciente é capaz de manter-se longe de problemas. “Com a saúde bucal em dia, é possível prevenir o aparecimento de doenças bucais e infecções sistêmicas como endocardite bacteriana e sepse”, comenta a profissional. Para isso, a participação do dentista é fundamental. Assim como destaca Liana, o odontologista pode orientar o paciente, como explicar sobre a limpeza bucal correta, e prevenir progressão de doenças, através das visitas regulares.

Como a saúde bucal está relacionada com a geral?

Muitas pessoas não sabem, mas existem bactérias no nosso corpo que são peças-chaves para o bom funcionamento de outras. Em pequenas quantidades, elas se tornam ingredientes importantes para determinadas funções. Por outro lado, diversos fatores podem provocar um desequilíbrio e afetar a saúde em geral. “Os microorganismos da flora bucal que normalmente habitam a boca sem causar problemas, se estiverem em quantidades anormais, causam doenças na boca e, se forem para a corrente sanguínea, podem causar doenças pelo corpo”, alerta a estomatologista.

Veja exemplos desses quadros e como se cuidar

Como exemplo desses casos em que a saúde bucal afeta a geral, a dentista ressalta sobre a gengivite. Um paciente com esse quadro apresenta uma quantidade anormal de microorganismos na cavidade bucal, mais a inflamação e sangramento da gengiva. “A gengivite é uma porta de entrada de microorganismos na corrente sanguínea podendo acarretar uma infecção generalizada”, explica ela. Outra possibilidade é a cárie profunda, que afeta a polpa dentária, área composta de sangue com ligação com toda corrente sanguínea. “As bactérias na boca entram no sangue e podem causar doenças graves como endocardite bacteriana”, diz Liana. Por isso, para contornar essas situações e também se prevenir, é preciso prestar atenção em alguns cuidados diários. A estomatologista indica a correta escovação dos dentes, junto ao uso do fio dental diariamente, manter as gengivas saudáveis e os dentes sem cáries. E ainda, não deixe de ir regularmente às consultas ou quando perceber algum incômodo.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Liana França Araújo - Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal
Niterói - RJ
CRO-RJ: 19174