Quem nunca comeu cebola no almoço e depois ficou com aquele hálito nada agradável? Pior ainda é não ter escova de dente e creme dental para realizar uma limpeza em seguida. Quando pensamos em mau hálito, são muitos os alimentos que podem contribuir para esse quadro. Você os conhece bem? Alho, repolho e até mesmo bebidas alcoólicas podem favorecer o cheirinho ruim que ninguém quer ter. O Sorrisologia separou uma lista de 10 alimentos que contribuem para o mau hálito e que você deve pensar duas vezes antes de consumi-los.

O poder do enxofre

Repolho, couve flor, brócolis, azeitona e alcachofra são alguns dos alimentos que entram nessa lista. O enxofre é um elemento volátil responsável pelo mau cheiro da boca, logo os alimentos ricos nessa substância exalam um cheiro forte. Claro, isso não significa deixar de consumi-los, apenas para não o fazer em excesso. Os famosos vilões alho e cebola crus também devem ser evitados, pois estes liberam muitos compostos derivados do enxofre.

Alimentos de proteína e gordura animal

Uma dieta rica em proteína animal pode funcionar caso seu objetivo seja perder peso, porém, esses alimentos têm o poder de alterar o seu hálito. Nessa caso, a halitose é causada pela presença de bactérias que se alimentam de moléculas de proteína, o que libera enxofre. E como dissemos, o enxofre é um elemento que tem um cheiro nada agradável. Logo, aqui entram os alimentos derivados do leite, ovos, carnes, salames, mortadelas.

Café

Bebidas estimulantes como o café devem ser evitadas principalmente se você estiver estressado ou ansioso. Acontece que esse tipo de líquido provoca ainda mais estresse causando falta de salivação, deixando a boca seca. A saliva é importante porque ela funciona como um antisséptico bucal natural. Ela possui substâncias antibacterianas, logo diminui os resíduos de bactérias e alimentos presentes na boca. Então, quanto mais ressecada estiver a sua boca, pior é o halito.

Bebidas alcoólicas

O álcool em excesso causa irritação e um aumento na descamação de células da mucosa bucal. Essas células contribuem para a formação da saburra lingual e servem de alimento para as bactérias que fazem parte da cavidade bucal. Sem contar que as bebidas alcoólicas alteram a resposta neurológica, sendo um risco para que a higiene bucal não seja realizada de forma adequada.

Higienização oral no combate ao mau hálito

Seja qual for o motivo do mau hálito é preciso estar sempre em dia com sua higiene bucal, pois dessa forma você consegue minimizar os efeitos desses problemas. A língua possui muitas vilosidades (dobras que aumentam a área de contato), nas quais restos de alimentos e células que se desprendem da mucosa ficam depositadas e se deterioram. O mesmo acontece se você consumir algum desses alimentos listados. Lembre-se de realizar a limpeza oral em até 30 minutos depois de comê-los. Isso inclui usar o fio dental, fazer a escovação com um creme dental e finalizar a higiene com um bom enxaguante bucal.