A estação mais quente do ano já bate à porta. Além de muito sol e praia, o que a gente mais quer nesse período é tomar aquele sorvete para refrescar. Só que para aqueles que sofrem de sensibilidade dentária, esse momento tão gostoso pode se tornar um problema. Isso porque, ao ingerir qualquer alimento mais gelado, logo desponta aquela dor aguda nos dentes. Mas a boa notícia é que existem meios de aproveitar essas delícias geladas sem se preocupar com o desconforto. A dentista Viviane Fellows explica que o tratamento é o melhor remédio para ter um sorriso saudável.

Alimentação e dentes sensíveis

O problema do paciente que tem sensibilidade não é só com o sorvete ou alimentos gelados. O famoso cafézinho e os doces ácidos também fazem parte dessa lista. Viviane conta que várias pessoas que apresentam dentes sensíveis relatam desconforto com comidas e bebidas desse tipo. Isso acontece quando a camada que protege o dente, chamada de esmalte, sofre desgaste ou desmineralização, alcançando a dentina.

O que causa e o que estimula a sensibilidade?

Tudo aquilo que comemos, seja quente ou gelado, estimula os reflexos de uma dentição sensível. Só que a alimentação não é a única causa dos choques desse problema. Quando o tempo "vira" e o clima começa a ficar mais frio, a dor também pode surgir ao respirar pela boca. Vale lembrar que a respiração correta, entretanto, é de forma nasal e não bucal. "Quando o paciente apresenta exposição da raiz ou perda de cemento (tecido que protege a coroa do dente), gera uma comunicação com a dentina. A dentina, por sua vez, apresenta túbulos dentinários que são pequenos canais de comunicação com a polpa (região com vários nervos)".

Como evitar o problema?

O primeiro passo é descobrir a causa da sensibilidade, que pode estar entre o bruxismo e uma escovação abrasiva. Após o diagnóstico é necessário realizar o tratamento adequado até diminuir o desconforto. Se o problema for uma dentina exposta, por exemplo, a terapia é mais simples com o uso de enxaguatórios, uma dieta controlada e uso de creme dental com fluoreto de estanho. Nos casos mais graves, os cuidados envolvem restaurações ou pequenos procedimentos cirúrgicos para garantir a proteção da dentina. "Quando a complicação for sanada ou os problemas amenizados, o paciente já pode retomar à sua rotina normal".

"Posso tomar sorvete durante o tratamento?"

A cirurgiã-dentista dá uma resposta positiva aos pacientes. "Pode sim, mas tudo vai depender do nível de sensibilidade que o paciente apresenta e sua tolerância quanto à mesma". Ou seja, se a sobremesa lhe causar um certo desconforto, ela deve ser evitada e é importante manter o dentista que está realizando o tratamento informado sobre estes efeitos. Assim você pode levar uma vida mais sorridente, sem sensibilidade dentária e com sorvete aos fins de semana.